Notícia

Mais um ano

Estava a terminar o ano de 1989 quando foi aberta uma porta que trazia esperança a um país em mudança, que saído de uma ditadura enfrentava uma reconstrução em todos os sentidos.

As pessoas viviam uma nova realidade, uma vez que as fronteiras começavam a abrir-se e Portugal deixava de estar orgulhosamente só. O povo português passava a ter acesso a muitos bens de consumo que até então apenas eram passíveis de contemplar nos filmes vindos dos EUA e de muitas outras paragens. Neste final da gloriosa década de 80 começava-se a perceber os benefícios da adesão à então CEE, pois os fundos para a modernização do país começavam a chegar. Então, muitas infraestruturas foram construídas, estradas e mais estradas, e surgiu a facilidade de acesso ao crédito.

Volto, então, ao fim do ano de 1989 para lembrar que o povo português vivia uma época próspera no que dizia respeito ao aspeto financeiro, mas vivia com uma necessidade premente de encontrar paz e bem-estar. Algo que a religião católica não dava e, por maior que seja o marketing religioso do Vaticano, continua a não satisfazer as necessidades dos aflitos.

Foi, então, que começou um trabalho sério, transparente e eficaz por parte do Centro de Ajuda da Universal, num pequeno espaço na Estrada da Luz. Em poucos meses, o espaço tornou-se pequeno e a semente de uma Fé inteligente começou a espalhar-se pelo nosso país, continente e ilhas, existindo hoje mais de 110 templos.

De um pequeno espaço na Estrada da Luz à construção de templos de raiz, como o que está a ser inaugurado em Vila Nova de Gaia, só prova que a intenção da Universal sempre foi uma, mostrar que a Fé inteligente pode mudar qualquer situação. E em todo o Mundo mais de 300 milhões de pessoas já foram beneficiadas com o uso da Fé inteligente.

Por isso, damos os parabéns ao Centro de Ajuda da Universal pelos seus 24 anos aqui, desejando que continue como até aqui, sempre comprometida com a verdade, pronta para continuar a resgatar os sofridos e para mostrar que todos podem ser vencedores! Parabéns Universal que continuemos firmes neste propósito até ao fim!

Tenha uma boa leitura!

João Filipe
Diretor – Folha de Portugal

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *