Notícia

Portugal é grande?!

europa

Quando ouvimos muitos políticos e comentadores da nossa “praça” parece que vivemos num país sem esperança, sem saída e condenado ao fracasso. De facto, estamos a viver mais uma crise, possivelmente a pior da nossa História, mas, apesar de toda a austeridade, ainda não estamos como em outros tempos em que o FMI “governou” o país com o Dr. Mário Soares. Nessa altura, os portugueses perderam poder de compra por causa da desvalorização da moeda, mas como aparentemente não mexia com a quantia recebida parecia menos penosa do que a austeridade atual. Quando o antigo primeiro-ministro, José Sócrates, apresentou o famoso PEC IV, que esteve na origem da sua demissão, previa-se muita austeridade para que Portugal pudesse chegar a um défice de um por cento. E agora o líder do PS pede um défice de cinco por cento. Mas o atual primeiro-ministro, entre a campanha eleitoral e a governação, já apresentou tantas contradições que daria para escrever um livro sobre palavras ou expressões antónimas, passando o exagero.

Mas à parte da situação em que o nosso país caiu, ainda podemos considerar que somos uma nação com muitas possibilidades. Só para se ter uma ideia sobre a potencialidade do nosso país, a língua portuguesa é a quinta mais falada em todo o Mundo, ficando apenas atrás do mandarim, japonês, inglês e castelhano, já a nível europeu é a terceira língua mais falada. Para além desta força, ainda temos uma costa bastante extensa, um clima ameno e uma História muito rica, que conta com mais de 800 anos, mas mais do que isso temos a força do nosso povo, que sempre conseguiu dar a volta às situações mais complexas.

Contudo, de uma vez por todas, temos de interiorizar que dependemos apenas de nós, pois enquanto estivermos à espera que o Estado faça tudo, não sairemos da “cepa torta”. Temos de entender uma coisa muito simples: quanto maior for a despesa pública maior será a carga fiscal. Portugal é grande na sua História, mas tem de ser grande também no seu futuro. E, para isso, cada português tem de ser grande dentro de si mesmo! Temos de confiar que nós, portugueses, vamos dar a volta à situação, porque se cada um fizer mais e melhor, de certeza que vamos mudar o rumo do nosso grande país!

João Filipe
Diretor – Folha de Portugal

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *