Noticia

“A fé me curou da depressão”, afirma Dwayne Johnson

therock.690x460Dwayne Johnson acaba de ser anunciado como protagonista de uma das principais produções da DC Comics, produtora de filmes de super-heróis e responsável, por exemplo, pelas franquias de Batman e Superman. O ator dará vida ao vilão Adão Negro, um dos maiores personagens da história da marca.

Desde 2014, Johnson está envolvido com o personagem. A princípio, ele faria uma participação em outro filme, “Shazam”. O talento e o sucesso do ator em trabalhos recentes, porém, lhe renderam a oportunidade de ser a estrela do longa-metragem de super-heróis.

Nos últimos anos, Johnson protagonizou vários filmes que se tornaram sucesso no mundo inteiro, como “Terremoto”, “Hércules” e a franquia “Velozes e Furiosos”. Mas quem conhece a sua carreira agora talvez não imagine que ele esteve próximo de desistir da própria vida.

A depressão do “The Rock”

Dwayne Johnson era um promissor jogador de futebol americano na juventude. Aos 19 anos de idade ganhou o campeonato nacional com a sua equipe, Miami Hurricanes, mas foi obrigado a se afastar temporariamente do esporte por causa de uma lesão. No ano seguinte foi contratado por um time canadense, porém, sem o desempenho do ano anterior, acabou demitido.

“Todos os sonhos que eu tinha desapareceram. Não haveria mais futebol. Foi o meu pior momento”, afirmou Johnson em entrevista ao site Hollywood Reporter. “Eu não queria fazer coisa alguma. Eu não queria ir a lugar algum. Eu chorava constantemente. Chega um momento em que você apenas chora.”

Essa depressão durou aproximadamente 1 mês, tempo suficiente para desesperar a família do astro. Ele era um jovem que se dedicara a vida toda ao futebol e, de repente, viu os seus objetivos serem destruídos. Permaneceu dentro do apartamento em que morava todo esse tempo, praticamente imóvel, sem expectativas de um futuro melhor.

1(1).690x460A situação durou até o rapaz perceber que poderia se apoiar em algo maior do que ele.

“Eu descobri que na depressão uma das coisas mais importantes que você deve perceber é que você não está sozinho”, afirmou em vídeo para o programa televisivo Oprah’s Master Class. “Você simplesmente sente como se estivesse sozinho. E você sente como se fosse só você e você está na sua bolha.”

Para sair dessa bolha de mágoas, o ator contou com uma ajuda inesperada, que se revelou para ele naquele momento e o acompanha até hoje: a fé.

“Você apenas deve se lembrar: segure-se na qualidade fundamental da fé. Tenha fé. E do outro lado da sua dor existe algo bom.”

Johnson chegou a ser convocado a voltar para o time de futebol americano, mas declinou do convite por se sentir mais disposto a praticar a luta livre. No final dos anos 1990, era considerado um dos maiores lutadores da história da modalidade, em que ganhou o apelido “The Rock” (A Rocha).

No início dos anos 2000, aceitou convites de Hollywood e estrelou “O Retorno da Múmia” e “O Escorpião Rei”. Hoje é um dos atores de maior sucesso no mundo.

Somente a fé cura

Em toda a sua carreira, “The Rock” tem ressaltado em entrevistas a importância de sua fé em Deus para vencer os obstáculos, assim como o seu companheiro de “Velozes e Furiosos”, o ator Tyrese Gibson. Essa é a mensagem que leva, por exemplo, às crianças em estado terminal atendidas por sua instituição de caridade, a Dwayne The Rock Johnson Foundation.

“Duvido haver medicina que cure a depressão, assim como também duvido que alguém praticante da fé na Palavra de Deus seja depressivo. Do ponto de vista espiritual, a depressão nada mais é do que um estado permanente de dúvida”, afirma o bispo Edir Macedo.

“E eu queria ter alguém naqueles tempos que simplesmente colocasse dentro de mim a frase: ‘Ei, tudo vai ficar bem’”, afirmou Johnson. Para ele, esse Alguém foi Deus. Para você também pode ser.

Fonte: Universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Sara clare Responder 4 Fevereiro, 2017 às 18:30

Muito forte mas a verdade é que a fé nos salva mesmo quando estamos perto do abismo o Senhor não nos abandona nunca ,é só chamar por ele e acreditar que melhores dias virão… O Senhor é o nosso amparo e sustento, nos fortalece e nos capacita.