Novo Centro de Ajuda em Alverca

O Centro de Ajuda inaugurou, em Alverca, o mais recente Centro de Ajuda em Portugal, um edifício com capacidade para mais de 400 pessoas

Em Portugal há quase 25 anos, o Centro de Ajuda tem prestado um verdadeiro serviço público à sociedade, ajudando aqueles que mais sofrem e precisam.

No passado dia 22 de junho, foi a vez de Alverca ter um espaço novo, moderno e acolhedor, para receber a população que procura auxílio no Centro de Ajuda (CdA).

O espaço existente já não era suficiente para receber comodamente as pessoas que o frequentavam e, depois de dois anos de trabalho árduo e imparável, o CdA de Alverca abriu finalmente as suas portas.

O novo templo está aberto, diariamente, para receber todos os que desejam alcançar de Deus não só a solução para os seus problemas, como também a direção para uma nova fase nas suas vidas.

Ao serviço daqueles que precisam
A reunião inaugural foi ministrada pelo pastor Pedro Alvarenga, juntamente com o pastor Francisco Silva, responsável pelo trabalho evangelístico daquele CdA, bem como os demais pastores da região, e contou com a presença de centenas de pessoas.

“Estou em Alverca como responsável pelo trabalho do CdA na região, há quase dois anos, e assim que chegámos Deus mostrou-nos este lugar. Desde então, a Igreja vem lutando, perseverando e, agora, acontece a inauguração”, afirma o pastor Francisco Silva, que vê estas novas instalações como uma “transformação da água para o vinho”.

“Mesmo sendo um lugar ungido por Deus, o antigo CdA era um lugar pequeno, com muitas dificuldades para receber as crianças na escolinha, efetuar trabalhos sociais, de libertação, cura, enfim, para podermos fazer um trabalho completo. Aqui temos um lugar amplo, bem maior, com todo o conforto e condições para receber as pessoas e ajudá-las na medida do possível”, garantiu.

O interior do novo Centro de Ajuda, localizado na Rua António de Sousa, junto ao Continente Bom Dia, conta com cinco salas de Escolinha Bíblica, um salão com 414 lugares, salas de apoio e de atendimento, sanitários adaptados e acesso por elevador.

A infraestrutura ficou a cargo da Engiurd que entregou a obra em cinco meses. Veja imagens do processo de remodelação aqui.

Colaborou: ISABEL BARBOSA | Folha de Portugal