Notícia

10 atitudes que mostram que você é problemático

Internacional |

0b0ddeb8-c437-4b3d-8325-ec0cee0e62a3.690x460No sudoeste da Inglaterra, na cidade de Gloucester, um morador chamado Adrian Woodyatt, de 47 anos, tomou uma atitude que incomodou toda a vizinhança.

Ele plantou árvores venenosas no jardim, a fim de afastar os vizinhos considerados por ele como indesejados.

Os moradores locais, furiosos com a situação, acionaram o conselho do bairro para que alguma atitude fosse tomada. Segundo o jornal inglês Mirror, essa foi a primeira vez que a justiça tomou uma medida contra um proprietário de um imóvel. Apelidado como Jungle-Man (Homem-Floresta) o cultivador de plantas venenosas ainda foi acusado pelos vizinhos de ser muito isolado.

Mas a atitude radical de Adrian não prejudicou apenas os vizinhos, mas a ele próprio. Por determinação da justiça, ele foi obrigado a deixar sua casa e ainda recebeu várias multas que somam o valor de 220 mil euros.

^C3873EB5AC8828549C52DDBD878923354EE9B922CE541098B2^pimgpsh_fullsize_distr.690x460Por que não devemos agir como ele?

Refletindo sobre essa história, podemos aprender que nem todos os atos danosos contra o próximo podem ser resolvidos facilmente, a exemplo do que aconteceu na Inglaterra. Algumas atitudes motivadas pela raiva ou pela vingança tendem a ser irreparáveis. Isso porque quando queremos pagar o mal com o mal estamos indo contra os ensinamentos de Jesus, que deixa claro que devemos agir com misericórdia e compaixão.

“Evitai que alguém atribua a outrem mal por mal; pelo contrário, segui sempre o bem entre vós e para com todos.”

(1 Tessalonicenses 5.15)

O fato é que o comportamento de Adrian não é diferente do de muitos que até se dizem cristãos, porém falam mal do próximo, julgam os familiares, tramam contra o colega de trabalho, desejam vingança e estão sempre levantando contenda entre os amigos. Tais comportamentos só demonstram que o problema não está em terceiros, mas na própria pessoa que procura fazer o mal.

Algumas agem dessa maneira de forma consciente e não desejam mudar, por mais que já tenham sido alertadas sobre o assunto. Entretanto, existem aquelas que aprenderam a ser assim com os pais, irmãos, amigos, outras pessoas e, por isso, reproduzem o comportamento nocivo, sem perceber que estão indo pelo mau caminho.

Ciente dessa “ignorância espiritual” que acomete a muitos, a escritora Cristiane Cardoso listou em seu blog 10 atitudes de uma pessoa problemática e ensinou como é possível se livrar de tais comportamentos. Confira:

  1. Você isola-se de tudo e de todos. No fundo você pensa que ninguém o entende, que as pessoas o julgam mal, e que ninguém é confiável. Uma das frases que você gosta de dizer para si mesmo é: melhor sozinho do que mal acompanhado. Então você evita fazer parte de grupos, estar no meio de pessoas, fazer novas amizades, ou até sentar junto de outras pessoas.
  2. Você interpreta tudo que os outros falam e fazem. Se a pessoa deu um bom dia estranho, você já a julga estar estranha. Se a pessoa passou por você e olhou para o seu colar, você a julga estar lhe invejando. Se a pessoa olhou para você, você a julga estar pensando mal de você. Você acha que o que as pessoas falam tem sempre a ver com você.
  3. Você é extremamente radical, oito ou oitenta, totalmente desequilibrado. É por isso que você leva tudo ao pé da letra.
  4. No fundo, você acha-se melhor que as outras pessoas e por isso gosta de mostrar santidade, mas é claro, você nunca falaria isso em voz alta porque parte da sua santidade é mostrar uma certa “humildade”.
  5. Você nunca se decide, uma hora você quer uma coisa, outra hora você quer outra.
  6. Você não sai do lugar, não cresce nem desenvolve. Você está parada no tempo e só você que não vê isso.
  7. Você vive um filme de drama em que você é a vítima. Você é uma pessoa solitária e orgulha-se disso como se a solidão lhe desse um pouco mais de razão de sentir-se como vítima de tudo e todos.
  8. Você guarda mágoas, mas disfarça muito bem, é só não tocarem no assunto. Você não consegue engolir o que falaram ou fizeram com você e até hoje, espera pela “justiça de Deus”.
  9. Você tem sérios problemas interiores, mas prefere fingir não os enxergar. Você sente muita inveja de certas pessoas. Você é malicioso e vê tudo com maus olhos. Você é orgulhoso e não aceita a ajuda de ninguém, mas na frente dos outros, você agradece.
  10. Você é extremamente carente e precisa de atenção o tempo todo, mesmo que seja virtual somente.

Se você tem passado por uma situação parecida ou não consegue perdoar o seu próximo participe da reunião deste domingo 06 de dezembro, às 9h30 no Templo Maior, ou em um Centro de Ajuda mais próximo de sua casa. Clique aqui.

Não esqueça de comentar e compartilhar este artigo com seus familiares e amigos nas redes sociais.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *