Notícia

A cidade bíblica de Gilgal será reconstruída em Israel

Internacional |

Bmacedo_pedraFundamentalGilgalGilgal está sendo reconstruída. E o convidado para o lançamento da pedra fundamental da cidade foi o bispo Edir Macedo, líder da Universal.

No local com ele estiveram presentes também outros bispos, como Clodomir Santos e Rogério Formigoni, todos juntos para presenciar o início do levantamento de um dos locais mais importantes para o povo de Deus.

A região de Gilgal está localizada em Israel, próxima ao Rio Jordão, e é citada na Bíblia diversas vezes, todas em passagens de grande relevância. Foi ali, por exemplo, que Josué armou o primeiro assentamento após os hebreus cruzarem o Rio Jordão rumo à Terra Prometida.

Na ocasião, Deus havia acabado de secar o Jordão para que o Seu povo atravessasse e ordenou a Josué que 12 pedras fossem retiradas do Jordão e levantadas como um monumento para que aquele momento jamais fosse esquecido pelos hebreus (Josué 4).

Com o passar dos séculos, a região deixou de ser habitada. A importância espiritual do local, entretanto, fez com que a empresa Gilgal Tours investisse na reconstrução da cidade. E o primeiro passo foi o convite feito ao bispo Macedo para inaugurar as obras, no último dia 17 de dezembro.

gilgal_CidadeO objetivo é que a cidade seja um ponto turístico espiritual. Ela será construída em formato de uma Menorah (candelabro de sete pontas – arte ao lado). No topo do monte haverá 12 bandeiras, representando as 12 tribos de Israel, como também as 12 pedras que tomaram do Jordão e colocaram em Gilgal. No topo do monte será construída ainda uma réplica do Tabernáculo, assim como os israelitas também armaram o Tabernáculo quando ali acamparam.

Em um clamor na região de Gilgal pelos dizimistas, ofertantes e colaboradores da Obra de Deus, o bispo Edir Macedo abençoou também a nova obra.

Veja a oração no vídeo abaixo:

Erguida para a glória de Deus

Conforme o bispo afirmou durante a oração, Gilgal representa o início de Israel. Foi ali que Deus retirou de Seu povo a vergonha da escravidão e cortou qualquer relação que os hebreus ainda pudessem ter com os egípcios. Ali também foi celebrada a primeira Páscoa, marcando a liberdade oferecida pelo Senhor.

“Essas pedras são a base de uma cidade, de uma nova cidade aqui em Israel. Uma cidade que não existe ainda, mas que já podemos ver construída, erguida para a glória de Deus”, afirmou o bispo Macedo, que ainda plantou as primeiras oliveiras do local.

BMacedo_OliveiraGilgalUma tempestade começou durante a oração dos bispos em favor dos dizimistas e de Gilgal, e já não chovia na região havia mais de 2 anos. “Assim como os filhos de Israel foram simbolicamente purificados ao cruzar o rio para uma nova etapa de suas vidas, essa chuva veio também como um batismo, para que possamos começar uma nova etapa de nossas vidas”, ressaltou o bispo.

No mesmo dia os bispos realizaram uma oração especial no Vale de Gideão, em favor dos fiéis da Universal em todo o mundo que fizeram o seu sacrifício na Fogueira Santa de Israel.

O lançamento da pedra fundamental de Gilgal aconteceu também no mesmo dia em que o bispo Edir Macedo se reuniu com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Veja como foi esse encontro clicando aqui.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Yeison Responder 23 Dezembro, 2015 às 17:19

Hola