Notícia

A ponte da vida

Internacional, Nacional, Notícias |

Uma palavra pode salvar uma alma

77872740

As pontes são instrumentos que ligam dois lugares separados por um obstáculo, um curso d’água, um grande vão. Assim como os lugares, as pessoas também podem, em algum momento da vida, precisar de um alicerce que as ajude a atravessar uma dificuldade sem se perder no meio do caminho, e também a preencher o espaço vazio que há dentro delas.

Um suicida, imbuído por um sentimento egoísta, encontra-se disposto a dar cabo da própria vida. Mas, a troco de quê? Paz, tranquilidade, cura, redenção? Ele pensa não pertencer mais a esse mundo. Então, pertencerá a qual depois da morte? Ele precisa ser reconfortado. Precisa ter alguém que o escute, duvide das suas intenções e o questione sobre sua (in)decisão.

Uma palavra pode salvar uma alma

Quando o suicida se depara com uma ponte alta, longa e soturna, ele só tem a si mesmo, e não pensa em terminar de atravessá-la. Ele dá o primeiro passo já em busca de uma parada. É quando uma luz pode se acender, forte o suficiente para não ofuscá-lo, mas também não deixá-lo indiferente.

“Como você tem passado?”; “O que tem lhe perturbado?”; “Por que você não conta o que está acontecendo?”; “Nós sempre estaremos aqui por você”. As frases ecoam a cada passo daquela breve caminhada, intercaladas com um trecho de uma música simples e bonita, ou uma piada, ou uma fotografia de alguém sorrindo, de bem com a vida. Tudo que possa inspirar novos pensamentos de vida. Uma palavra apenas pode salvar uma alma.

Em meio a tudo isso, a mesma ponte que serviria de propulsora para a derrota, agora está oferecendo ao suicida uma chance de entender, aceitar e viver. Era como se a ponte fosse um velho amigo e estivesse falando com ele, até se dar conta de que estava fazendo o caminho de volta e retornando ao ponto inicial daquele que supôs que seria o seu fim, mas era apenas o começo.

Uma ideia pode salvar uma vida

Clipboard02_68Dos países que participam da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a Coreia do Sul tem a taxa mais elevada de mortes por suicídio, 15 mil em 1 ano (2011). Por isso, a ponte Mapo, sobre o Han River, na cidade de Seoul, que concentra mais de 17% dos casos, foi escolhida para receber a intervenção publicitária citada acima.

Sim, a ponte que fala com as pessoas existe de verdade. Nela foram instalados sensores no gradeamento para que 20 mensagens diferentes acendessem, uma a uma, cada vez que um pedestre passasse por ali. Entre setembro e dezembro de 2012, enquanto a ação ficou em atividade na ponte Mapo, a taxa de suicídio no local baixou 85%. A instalação foi chamada de Bridge of Life (Ponte da Vida).

Mesmo sem uma ponte física, nós podemos ser o elo entre alguém que desistiu de viver e Aquele que é o Dono da vida, com apenas uma palavra.

“… mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.” 1 Coríntios 10.13

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *