Notícia

Após 30 anos, mãe e filho reencontram-se e desejam se casar

Internacional |

mae_casa_com_filhoA história da britânica Kim Oeste tem surpreendido muitas pessoas. A mulher, de 51 anos, quer ter um bebé do seu próprio filho, Ben Ford, de 32 anos.

Ben foi abandonado por ela em um orfanato, quando tinha apenas uma semana de vida. Após 30 anos, teve a oportunidade de reencontrar a mãe biológica, pela qual sentiu uma forte atração, e, então, ambos resolveram assumir um relacionamento amoroso.

A mulher defende que esse ato não é considerado incesto, mas uma ” Atração Sexual Genética”, um termo utilizado para parentes que se sentem atraídos um pelo outro depois de se reencontrarem como adultos.

Kim ainda afirma que ter relações com seu próprio filho é incrível e alucinante, “Eu sei que as pessoas vão dizer que é nojento, que devemos ser capazes de controlar nossos sentimentos, mas quando você é atingido por um amor tão alucinante, você está disposto a desistir de tudo para isso, você tem que lutar por ele”, argumentou a mãe, que planeja casar-se e ter um bebé com o próprio filho.

Cuidado com o sentimento

Quando uma pessoa está apaixonada, ela se torna refém do próprio coração. Isso significa dizer que os seus sentimentos passam a dirigir a sua vida. A capacidade intelectual fica sob domínio do sentimento e até comportamentos fora dos padrões e contrários aos ensinamentos divinos (pois a própria Bíblia fala claramente da questão do incesto em Levítico 18) se tornam normais, a exemplo da história relatada acima.

Em seu blog, o bispo Renato Cardoso explica que o grande mal da humanidade é colocar os sentimentos antes da inteligência. “As pessoas estão mais preocupadas com o que sentem do que com entender o que se passa com elas e no mundo ao seu redor. Por isso erram. Por isso ficam deprimidas. Por isso degladiam-se”, destacou.

O ser humano é inclinado a ouvir a voz do coração e esses sentimentos são falhos, pois, por natureza, o coração é corrupto e enganador. “Quem é dominado pelo coração sentimental paga um alto preço na vida. O maior deles é o de viver enganado”, acrescentou o bispo.

A Palavra de Deus afirma:

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?”

Jeremias 17.9

Por isso, se você tem sido enganado pela emoção, é necessário que entenda que a única maneira de evitar muitos problemas na sua vida é usando a razão e a fé.

“Quando a decisão é tomada em cima do coração, pode ter certeza, é 100% de chance de dar errado. Já, quando a decisão é tomada em cima da razão, há grandes chances de acertar”, aconselha o bispo Edir Macedo.

Se os sentimentos trazem-lhe sofrimento e você não consegue vencê-los, procure um Centro de Ajuda mais próximo de si e participe das reuniões de fé.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *