Notícia

Ateu conta como voltou a acreditar em Deus

Internacional |

TzT6L7Ob.690x460Há pessoas que abandonam Deus por causa de experiências ruins que enfrentaram.

Não conseguem aceitar, por exemplo, como é possível Deus “permitir” que algo de mau aconteça. Entretanto, “pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra”, observa o apóstolo Paulo na Bíblia, em Colossenses 3.2.

Foi o que aconteceu com o escritor norte-americano Mike McHargue (foto ao lado). Ele cresceu em uma família cristã, porém, quando o pai cometeu adultério, o mundo de Mike “desmoronou”. Ele tinha nos pais um exemplo de conduta, e aquilo foi algo que abalou a sua fé em Deus.

Mike conta que, em um primeiro momento, não abandonou a Igreja, mas, dentro de si, com o tempo, passou a desacreditar na Bíblia e em Deus.

Por gostar muito de ciências e ter uma personalidade “lógica”, baseava a sua compreensão sobre o universo nos estudos naturais, e passou a descrer totalmente na Palavra de Deus.

Foi então que ele se envolveu com comunidades na internet que discutiam uma filosofia ateísta.

Mesmo naquele momento da vida argumentando contra o cristianismo, durante as suas reflexões Mike passou a questionar se realmente as suas ideias estavam corretas: “Eu percebi que isso é impossível (saber tudo o que há para saber sobre a vida). Por isso, atualmente eu não estou mais tentando chegar a um destino intelectual. Estou tentando aproveitar o passeio, a viagem que chamamos de vida.”

Um momento com Deus

E uma experiência marcou o início desse pensamento de retorno para o Senhor. Certo dia, Mike estava na praia e orava hesitante a Deus, sem expectativas. Entretanto, ele conta que soube, naquele instante, que Deus estava com ele.

Hoje, conversando com ateus e cristãos pela internet, Mike observa interesse por parte dos dois lados de compreender o milagre da vida, e talvez de chegar a um denominador comum.

“O cérebro humano é como um anfitrião para a crença em Deus; o nosso cérebro tende a se desenvolver de maneira saudável quando nos estregamos a uma crença, especialmente em um Deus que é amor. Acabei desistindo de tentar transformar o mundo em uma equação que pode ser resolvida.”

Com isso, Mike percebeu que a ciência, de certa forma, também foi precursora para que ele encontrasse a fé novamente em Deus.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *