Notícia

Centro de Ajuda da Rússia trabalha para reduzir o índice de pobreza no país

Internacional |

CoracaoOuroRussiaMais de 600 famílias foram beneficiadas com doações

De há uns meses a esta parte, o Centro de Ajuda na Rússia está a fazer um trabalho de aproximação com a população local, ou seja, tem procurado conversar com as pessoas que moram próximo da Igreja, pessoas que tinham preconceito em relação à instituição religiosa ou até mesmo não conheciam o seu Trabalho social e espiritual. Na oportunidade, dúvidas são esclarecidas, o Trabalho do CdA é apresentado e às pessoas que estão a passar por alguma necessidade é-lhes oferecida ajuda com produtos alimentares.

Para este trabalho, o Centro de Ajuda conta com a colaboração da instituição Coração Universal. Os voluntários, devidamente identificados, posicionam-se próximo ao CdA num stand, onde, de forma organizada e séria, procedem a um trabalho de boa vizinhança.

O trabalho já foi realizado em Moscovo e St. Petersburgo, onde cerca de uma centena de pessoas, que nunca tinham entrado num CdA, compareceram aos eventos organizados pelo CdA e Coração Universal. Pessoas de todos os segmentos sociais e etnias, que ficaram gratas e surpresas com o Trabalho sério e prático do CdA.

No dia 31 de outubro, mais um Trabalho foi realizado, desta feita em todo o país – Moscovo, São Petersburgo, Karolyov e Vladimir –, no total, estiveram presentes 675 pessoas, todas pela primeira vez.

“É impressionante ver a necessidade de tantas pessoas, até mesmo pessoas formadas, pessoas que tiveram uma posição no passado, e, muitas delas, perderam tudo. Outros recebem muito pouco, e o que ganham nem dá para suprir as suas necessidades básicas”, afirmou o Pastor Eder Figueiredo, responsável pelo Trabalho do CdA no país. Acrescentando: “Aproveitamos a oportunidade para suprir não só a necessidade física, mas, acima de tudo, a necessidade da alma. Foi realizada a oração da Fé pela libertação, e todos receberam uma direção prática para mudarem de vida”.

No dia seguinte, muitos foram aqueles que voltaram ao Centro de Ajuda. “Temos o caso de uma senhora que odiava a Igreja, falava mal, chamava a polícia, fazia vários protestos contra a instituição. Ela esteve presente e ficou admirada com a transparência do Trabalho do CdA. Isso é só o começo, este Trabalho tem-se estendido, apoiando os mais necessitados”, concluiu o Pastor Eder Figueiredo.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *