Notícia

Criador do jogo “Baleia Azul” diz que está exterminando os imprestáveis

Internacional |

Preso, o inventor do jogo “Baleia Azul” – que tem uma lista de 50 desafios que pretendem levar os participantes ao suicídio – disse que está limpando a sociedade.

“Há pessoas e há desperdício biológico. Aqueles que não representam nenhum valor para a sociedade. Quem causa ou causará apenas dano à sociedade”, afirmou Philipp Budeikin, de 21 anos, em depoimento à polícia da Rússia.

De acordo com o jornal inglês Daily Mail, o russo explicou que iniciou o projeto em 2013, atraindo milhares de crianças e adolescentes. Com um grupo de subordinados, Budeikin foi enviando desafios a eles. Alguns desistiam diante da “estranheza” desses desafios, como matar um animal ou se cortar com navalhas. Outros, envolvidos pela situação, seguiam até o final.

A manipulação de jovens vulneráveis acarretou a morte de diversos deles, inclusive no Brasil. De acordo com o porta-voz do Comitê de Investigação da Rússia, Anton Breido, formou-se um pequeno grupo que, obedientemente, passou por todas as tarefas. “Os adolescentes estavam prontos para seguir o que os administradores lhes diziam, não importa o quão estranhas ou assustadoras eram as tarefas.”

Breido afirmou ainda que o fato de as vítimas serem pessoas “descoladas socialmente”, o trabalho de Budeikin foi facilitado, pois os jovens “sentiram que a sua posição no grupo era preciosa demais e, literalmente, faziam de tudo para permanecer no jogo”.

A disputa

O diabo luta incessantemente pelas almas das pessoas, buscando derrotar Deus. Ao contrário do que muitos imaginam, porém, essa luta não se trava nos céus ou no inferno, mas aqui na Terra. É aqui que as pessoas decidem a quem vão se entregar. Satanás engana as pessoas, fazendo com que elas acreditem que estão vencendo, quando na verdade estão sendo derrotadas, como no caso do jogo “Baleia Azul”.

“Não só o Espírito de Deus, mas também o espírito de Satanás tem disputado cada coração humano”, afirma o bispo Edir Macedo. “As batalhas têm sido travadas na Terra. As armas usadas são as suas respectivas palavras. Como Deus, os espíritos imundos têm feito uso da palavra.”

O bispo alerta que o diabo tem o poder de ludibriar pessoas e fazê-las aceitar serem “generais” do mal. Essas pessoas passam a agir pelos objetivos das forças malignas. No entanto, cabe a cada um escolher se depositará a sua fé em Deus ou no diabo, para, a partir daí, utilizar o poder da fé naquele em quem acredita. O bispo cita o exemplo de Adolf Hitler e questiona:

“Se vimos claramente quão grandiosas consequências esse poder trouxe quando aliado ao mal, imagine quão grandiosas consequências o homem pode trazer aliado ao bem, que é Deus?” E é isso que o diabo mais teme.

Neste exato momento, Satanás está lutando para ganhar a sua alma, arquitetando uma oportunidade de fazer você cair em uma armadilha do mal. Proteja-se. Como? Visite hoje mesmo a Universal mais próxima de sua casa e aprenda.

Fonte: Universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *