Notícia

Cristão crucificado pelo EI

Internacional |
resized_1593026_564

O Estado Islâmico continua a perseguir e a torturar todos aqueles que confessam a sua fé em Jesus Cristo

Esam fugiu de Qaraqosh quando a cidade caiu nas mãos do EI e relatou à organização não-governamental “World Watch Monitor” como o seu cunhado foi crucificado pelos extremistas em frente à mulher e aos três filhos.

Este conta ainda como foi feito um ultimato a todos os cristãos: “Abandonar a cidade, converter-se ao Islão, pagar o imposto de proteção ou ser morto”. Todos os cristãos que se recusaram a ceder às exigências do EI foram perseguidos e mortos, tal como Esam explica: “O irmão da minha esposa foi crucificado pelo Daesh. Ele foi crucificado e torturado em frente da sua esposa e dos seus filhos, que foram obrigados a assistir. Disseram que se ele amava tanto Jesus, deveria morrer como Jesus”.

Esam conta como os extremistas torturaram o seu cunhado das 18 às 23 horas, cortando o seu estômago e deixando as entranhas sair. Depois, atiraram nele e deixaram-no pendurado numa cruz, onde morreu.

Perseguições
“Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos” (2 Coríntios 4.8-9).

O mundo pode-nos perseguir duramente, mas não nos pode tirar a nossa alegria e a nossa fé que vem do Senhor, nem tampouco pode desfazer a promessa de Deus de que viveremos com Ele em eterna alegria e felicidade na glória por vir.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *