Notícia

Depressão e alcoolismo destroem ex-jogador de futebol

Internacional |

c6c51752685e40ab268e5c6d66479392Depois de ter vencido três campeonatos do mundo e arrecadado uma fortuna, Adriano sobrevive na favela da Vila Cruzeiro

Conhecido como Didico, Adriano viu a sua vida ser virada do avesso quando o pai, atingido com uma bala na cabeça, durante uma festa na Vila Cruzeiro, acabou por falecer de enfarte, aos 45 anos. Mergulhado na mais profunda depressão, procurou refúgio no álcool.

Na época, o seu empresário fez de tudo para o ajudar a deixar o vício, mas Adriano a jogar em Itália, no Inter de Milão, deixou-se vencer pela tristeza e pela solidão, isolando-se de tudo e de todos. Só encontrava felicidade no álcool, bebendo tudo o que lhe aparecesse à frente, desde vinho, whisky, vodka, cerveja… Adormecia somente com a ajuda da bebida e quando acordava não sabia onde estava.11

Foi nessa altura que começou a ter problemas com o treinador e os colegas de equipa, chegando até embriagado aos treinos. Apesar de a direção do Inter o ter tentado ajuda, Adriano acabou por ter de deixar o clube. Foi nesse fundo de poço que deixou de querer viver e até de acreditar em Deus.

Ainda jogou noutros clubes de futebol, mas o vício e a depressão nunca mais o abandonaram. Agora com 35 anos está afastado do mundo do futebol desde 2009.

Uma maldição
“Depressão não é uma fatalidade, nem uma condenação. A depressão é o estado de desespero da alma. Infelizmente, o depressivo não vê que a depressão é um problema da alma. E quanto mais agudo é o nível da depressão maior é o grito da alma em busca de ajuda”, explica o bispo Edir Macedo no seu blogue.

“A sensação de vazio profundo é a maior dor do depressivo. Os sintomas da depressão começam com a dúvida, em seguida vem o medo, o vazio, a tristeza profunda, a agonia e vai por aí afora”, alerta bispo, avançando, em seguida, com a solução para este problema. “Tratar da depressão é tratar da alma. E para tratar da alma só existe um caminho: ouvir a Palavra de Deus; meditar nas Sagradas Escrituras, enfim, absorver o Espírito da Bíblia”.

Fontes: Esportes.r7.com e blogs. universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *