Notícia

Desvio de rota

Internacional, Notícias |
avioes.690x460

Entre compromissos do cotidiano e planos para o futuro, é possível se preparar para os imprevistos da vida?

O ser humano passa a vida fazendo planos, que vão do cardápio do almoço de domingo a uma viagem desejada. Com a passagem dos meses e dos anos, o planejamento pode até mudar de foco e exigir mais ou menos esforço, mas sempre haverá alguma vontade a ser realizada.

Estudar, comprar uma casa, trocar de carro, investir na carreira, fortalecer as amizades, desenvolver um projeto pessoal e casar são metas comuns entre pessoas de diferentes países do mundo. Quem, entretanto, está preparado para a morte?

As 162 pessoas que embarcaram no voo QZ-8501 da AirAsia, no último dia 28 de dezembro, tinham sonhos, compromissos e familiares à espera. O plano de passageiros e tripulação era sair de Surabaia, na Indonésia, e chegar a Cingapura duas horas depois. Após a decolagem, o piloto do avião chamou a torre de controle e pediu permissão para mudar a altitude para evitar uma tempestade. A alteração de rota foi aprovada, mas, minutos depois, a aeronave sumiu dos radares. Não foi emitido nenhum sinal de socorro.

Dois dias após o sumiço, a Indonésia confirmou que foram encontrados no Mar de Java destroços do Airbus 320-200 da AirAsia. Autoridades do país informaram que o logotipo da companhia foi identificado em objetos localizados no mar. Até o fechamento desta edição, a Marinha indonésia havia resgatado mais de 30 corpos.

queda-helicoptero.690x460No Brasil, outro acidente aéreo também deixou muitas pessoas perplexas. Na manhã de 27 de dezembro, a queda de um helicóptero em Bertioga, no litoral de São Paulo, deixou cinco pessoas mortas, três delas da mesma família. Entre as vítimas estavam um empresário de 33 anos, a esposa dele, uma advogada de 31 anos, e a filha do casal, de apenas 2 anos de idade.

O acidente aconteceu próximo ao km 229 da rodovia Rio-Santos. O helicóptero estava em situação regular na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O veículo havia saído de um heliponto no Guarujá com destino a São Paulo, onde o casal levaria a filha ao hospital.

Preparo para a morte?

Nos dois acidentes aéreos descritos acima, é quase certo afirmar que nenhum dos passageiros sabia que o fim estava próximo. Diante da impossibilidade de controlar o curso da vida, seria possível fazer algo para ao menos direcionar esse fluxo? O bispo Francisco Decothé garante que sim. E afirma que o primeiro passo é reconhecer a finitude da vida. “Temos que estar preparados para a morte, pois uma coisa é certa: quando nascemos, a morte física vai acontecer mais cedo ou mais tarde. Por essa razão, temos que viver hoje como se fosse o último dia da nossa vida”, explica.

Segunda chance

queda-aviao.690x460Em 24 de dezembro, um acidente entre um carro e dois ônibus na zona leste da cidade de São Paulo ganhou ares de milagre. Na tarde daquele dia, o motorista de um dos coletivos se sentiu mal e não conseguiu frear o ônibus, que passou por cima do carro. O veículo ficou prensado entre o ônibus que provocou o acidente e outro coletivo que estava à frente. Apesar da cena chocante, os dois ocupantes do carro tiveram apenas ferimentos leves. Por que, em meio à destruição, essas pessoas saíram vivas?

O bispo Decothé tem uma explicação: “Deus, na sua infinita misericórdia, dá oportunidade a todos, não importa a religião ou o que a pessoa faz. Quando acontecem tragédias como essa e a pessoa se livra é Deus dando mais uma oportunidade para a pessoa alcançar a salvação, cabe a ela aproveitar”.

Mas como não desperdiçar uma segunda chance? O bispo Decothé indica que a fidelidade a Deus é o principal caminho. Isso significa que a pessoa precisa estar disposta a obedecer diariamente os ensinamentos que estão na Bíblia, como renunciar aos próprios desejos e desapegar-se do material, das pessoas e dos sentimentos, e entender que Deus deve estar em primeiro lugar em sua vida. Mas, para isso, a pessoa precisa saber que a vida não acaba aqui. Após a morte, o corpo e os bens ficam, mas a alma é eterna. E o seu destino só pode ser escolhido em vida.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *