Notícia

Drogas são achadas em carro diplomático do Vaticano

Internacional |

vaticanoO Vaticano defende-se e diz que nenhum dos funcionários ou membros do Estado está envolvido com o caso

A Polícia alfandegária da França encontrou 200 gramas de maconha e quatro quilos de cocaína dentro de um carro diplomático do Vaticano em um pedágio próximo a Chambéry, na região dos Alpes franceses.

Dois italianos de 30 e 41 anos foram detidos e levados para interrogatório. A BBC informa que o carro pertence ao cardeal argentino Jorge Maria Mejía, 91 anos, bibliotecário emérito do Vaticano que é responsável pelos arquivos secretos da instituição religiosa.

A Santa Sé se manifestou sobre o caso garantindo, de acordo com a agência I.Media, que nenhum membro ou funcionário do Estado do Vaticano está envolvido no caso. Os dois italianos apreendidos não possuem passaporte diplomático e até o momento não há nada que levante suspeitas do envolvimento do Estado do Vaticano com o tráfico.

A descoberta e apreensão da droga ocorreu no último domingo (14), mas o caso só foi revelado na terça-feira quando a rádio francesa RTL soltou a notícia. As primeiras informações dizem que o secretário do cardeal argentino havia enviado o carro para revisão alguns dias antes do veículo ser apreendido.

A suspeita é que os acusados se aproveitaram do veículo para ir até a Espanha comprar droga acreditando que por se tratar de um veículo da Igreja Católica a polícia não revistaria e assim eles retornariam para a Itália ilesos.

As fontes judiciais não confirmam esta versão, mas trabalham para investigar o que de fato aconteceu e porque os dois homens carregavam drogas em um carro diplomático do Vaticano. O Ministério Público de Chambéry encarregou a polícia judiciária de Lyon para averiguar o caso.

Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *