Notícia

Ele escolheu o prazer passageiro e pagou com a vida

Internacional |

droga-1.690x460O jovem Connor Eckhardt, de 19 anos, morreu após experimentar uma nova droga sintética

Um dos grandes problemas de milhares de pessoas é achar que infortúnios e situações ruins só acontecem com os outros. Ao tomar uma decisão ou ao trilhar uma jornada, é preciso saber que existem consequências. Algumas boas, outras nem tão boas assim. Quando decidiu experimentar uma nova droga sintética, cujos efeitos ainda não são totalmente conhecidos, o jovem Connor Reid Eckhardt, de 19 anos, não imaginou que os resultados seriam tão catastróficos.

Connor entrou em coma após usar a substância, conhecida como “Spice”, uma única vez. A droga é uma mistura de ervas e químicos sintetizados em laboratório, que supostamente cria um efeito similar ao da maconha. Além de ter comércio livre em vários Estados norte-americanos, é vendida pela internet e considerada “imprópria para consumo humano”. Entre os riscos conhecidos, estão ataques cardíacos e problemas cerebrais. Os danos são enormes. Por que, então, Connor e tantas outras pessoas decidem experimentar algo tão perigoso?

droga-2.690x460O jovem morreu menos de um mês depois de usar a droga e essa morte não é a primeira relacionada ao consumo. Na Rússia, 25 pessoas morreram e mais de 700 procuraram atendimento médico neste ano, segundo informações do jornal britânico The Guardian. O texto ressalta que o Spice é mais perigoso do que a heroína. Em 2012, no Estado do Texas, também nos Estados Unidos, a jovem Emily Bauer, então com 16 anos, sofreu vários derrames após consumir a droga sintética, que havia sido comprada em um posto de gasolina. Os danos cerebrais a deixaram cega e com paralisia por todo o corpo. Hoje, ela não anda e precisa de ajuda para realizar atividades simples.

Para quem usa drogas, as chances de algo dar errado não são mínimas. São máximas. As consequências ruins são uma certeza. Não vale a pena tomar uma decisão irracional, muito menos se deixar levar pela influência de outras pessoas.

Quais as escolhas que você tem feito em sua vida? A droga leva a um caminho tortuoso e, muitas vezes, fatal. Você está disposto a correr todo esse periogo por um momento passageiro de euforia? O prazer é superficial e maltrata o organismo, que passa a desejar doses cada vez maiores. O vício se instala e, aos poucos, destrói a vida de quem consome a substância e das pessoas que a rodeiam, como familiares e amigos. Será que você precisa enfrentar todos esses riscos? Tenha certeza que não. Por isso, decida não se aproximar desse mal que danifica e aprisiona. Seja consequente e inteligente em suas decisões.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *