Notícia

Ele sobreviveu a um atentado terrorista em Israel

Internacional |
sobrevivente-atentado-Templo-Salomao

Quem vê Dvir Musai (foto ao lado, no centro) sorrindo e com saúde não imagina a sua história de superação.

Aos 13 anos, o jovem foi vítima de um atentado terrorista em Evron, uma pequena comunidade localizada no norte de Israel. Ele visitava o local durante uma excursão da escola em que estudava e, durante o passeio, não percebeu a presença de uma mina que havia sido deixada na área por um terrorista. Dvir pisou no explosivo, que o deixou gravemente ferido.

A vontade de viver falou mais alto e deu a ele razão para lutar pela própria saúde. O jovem passou por 30 cirurgias. Atualmente, ele tem 27 anos e sua trajetória de superação pode ser considerada um exemplo para muitas pessoas.

O passeio

Ao saber da existência do Templo de Salomão no Brasil, Dvir logo quis conhecê-lo. Quando surgiu a oportunidade de vir a São Paulo, ele não hesitou em conhecer o lugar. A visita ocorreu na manhã ensolarada do dia 13 de abril, uma quarta-feira.

Recebido por Miguel Peres, Dvir fez o passeio pelo Tabernáculo de Moisés, Memorial e Jardim Bíblico. Impressionado a cada passo, o jovem não escondia sua admiração e apreço por cada detalhe. “Durante grande parte da nossa vida temos aprendido sobre o Templo em Jerusalém. Por isso, esse local aqui é uma oportunidade para termos uma ideia de como ele foi antigamente”, disse.

Terrorismo

sobrevivente-templo-salomaoQuando analisamos a história de Israel ao longo dos anos, notamos que o país é constantemente alvo de ataques. Apesar disso, a promessa de Deus para o Seu povo sempre prevalece e seus inimigos não resistem.

Para Dvir, Israel conseguiu superar todos os ataques por meio da fé. “Antes de tudo, é ignorância dizer que odeia Israel sem conhecer. Se olharmos para a história, muita gente já tentou fazer isso, tentou atacar o país. Mas temos fé e com ela podemos superar tudo. Olhar para o futuro nos motiva”, relatou o jovem.

Depois de conhecer o Jardim Bíblico, Dvir foi levado à Esplanada do Templo. Ele ficou admirado ao saber que as pedras de revestimento da construção vieram de Jerusalém. Ele surpreendeu-se ainda mais quando entrou no Santuário e se deparou com a riqueza de detalhes presentes em cada elemento. “É incrível. O Templo passou por um processo para poder trazer pessoas até aqui. E nós também somos assim, todos os dias vivemos um processo para lutar contra os problemas que enfrentamos”, afirmou.

Para todos os povos

Dvir-MusaiNão foi apenas a arquitetura do Templo que surpreendeu Dvir. “Além de ser uma construção incrível, ela traz consigo uma mensagem de unidade. Unir pessoas, não importa o que elas fizeram ou se são pecadoras ou não. Esse é o verdadeiro significado desse lugar”, expressou.

O jovem sobrevivente recebeu das mãos de Miguel Peres um exemplar do livro oficial Templo de Salomão, com fotos exclusivas da grandiosa construção, para que ele mostre e compartilhe as imagens com amigos e familiares. “Eu pretendo voltar e trazer a minha família”, finalizou.

Esperamos você

Desde sua inauguração, o Templo de Salomão já recebeu milhares de pessoas de diversas nacionalidades e culturas. Pessoas que até cruzaram o oceano para conhecer a magnitude da construção localizada na Avenida Celso Garcia, 605, no Brás, em São Paulo.

Diariamente, são realizadas reuniões no Templo de Salomão. Acesse o site otemplodesalomao.com, veja a programação e confira o que fazer para poder conhecê-lo.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *