Notícia

Eles não sabiam, mas aquela era a última selfie de suas vidas

Internacional |

gary.690x460Dois sorrisos otimistas são estampados em uma selfie postada numa rede social. É uma imagem despretensiosa de um filho acompanhado da mãe, a bordo do voo MH17 da Malaysian Airlines.

Enquanto aguardavam o Boeing 777 decolar, Gary Slok, de 15 anos, e sua mãe, Petra Slok, posaram para uma foto que foi enviada a um parente. O jovem era goleiro do time de futebol de sua cidade, Maassluis, na Holanda, e estava de férias. O voo ia de Amsterdã, capital holandesa, a Kuala Lampur, na Malásia. Contudo, eles não imaginavam que aquele seria o último registro antes de o avião sofrer o ataque de um míssil, lançado em solo por separatistas pró-rússia, por causa das divergências políticas que acontecem na Ucrânia, conforme informações das investigações norte-americanas sobre o incidente. Havia 298 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulantes. Todos morreram.

O avião caiu na região de Donestek, território de divisa entre a Ucrânia e a Rússia. O lugar é palco desde novembro de 2013 de protestos e conflitos violentos envolvendo a população e o Governo, por causa da decisão do presidente na época, Viktor Yanukovych, de recusar se envolver com a União Europeia, preferindo se aproximar da Rússia. Yanukovych alegou que estaria sendo pressionado pelo governo russo a tomar essa decisão sob a ameaça do corte de fornecimento de gás para a região, além de outras medidas protecionistas que seriam promovidas pelos russos, caso não agisse. Posteriormente, Yanukovych foi deposto pela população por meio de revoltas. Desde então, as imagens vistas no território ucraniano assemelham-se a cenários de terror armado.

Ninguém sabe quando é chegado o fim

1(2).690x460Nenhuma pessoa é capaz de antecipar o momento em que encontrará a morte; assim como o jovem Gary e sua mãe jamais imaginavam que isso poderia ocorrer pouco tempo depois de posarem para a foto – talvez estivessem até entusiasmados com a viagem de férias e fazendo planos para quando chegassem ao destino. As pessoas, em geral, não gostam de pensar na própria morte e evitam falar sobre isso, por causa do grande temor que rodeia o assunto. Alguns, até mesmo, não sabem pelo que esperar quando ela chegar. “Será que existe inferno?”; “Será que existe céu?”; “Para onde irei?”; essas são algumas das dúvidas que atormentam quando se reflete sobre o assunto. Porém, é importante compreendermos que o inferno é real (assim como, o céu também). Na Bíblia está escrito: “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 6.23

Nessa passagem, podemos perceber que o inferno existe (embora não possamos vê-lo; e não é aqui neste mundo, mas, sim, em um local espiritual), e Deus não quer que o nosso destino seja esse lugar, por isso nos alerta para a importância de buscarmos a vida eterna em Jesus Cristo, para que assim sejamos salvos. O Senhor Jesus não somente pode garantir a Salvação Eterna como também deseja abençoar Seus filhos neste mundo, promovendo a cura de enfermidades, a prosperidade financeira, a libertação de vícios, do sofrimento, da depressão e do desejo de suicídio. Ele quer e pode lhe oferecer uma vida completa e realizada, para que você também seja completo.

Então, caso você deseje aprender como encontrar esse Deus maravilhoso, participe da Noite da Salvação num Centro de Ajuda próxima de você.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *