Notícia

Entrevista com o responsável pelo CdA na França

Internacional |

bataclanUma semana após os ataques em Paris, realizados por terroristas do Estado Islâmico, e após dias de muita atividade Policial, em busca daqueles que estiveram por detrás das atrocidades, o centrodeajuda.pt (CdA) entrevista Serafim Esteves (S.E), pastor responsável pelo trabalho do Centro de Ajuda no país, para saber de quem vive e trabalha no país como tem sido esta experiência

CdA: Sabemos que pelas notícias não se percebe a realidade do dia a dia após situações como estas. Vindo de quem está a viver em Paris, como tem sido a reação das pessoas após os ataques e a actividade Policial?

S.E: Por terem ocorrido quando menos se esperava, a verdade é que sente-se um “clima” de tensão. Muitos têm evitado sair às ruas,a não ser por motivos de trabalho, s, algumas escolas têm até permanecido fechadas, os centros comerciais estão vazios e sem grande movimento, visto que agora para entrar num centro comercial, todos são revistados por medidas de segurança. Enfim é notório que as pessoas crêem que algo ainda está por acontecer, as autoridades francesas lançaram um alerta de modo a que que todos estão atentos sobretudo nos lugares movimentados.

francaCdA: Alguém ligado diretamente ou indiretamente a igreja teve alguma experiência durante ataques?

S.E: Ninguém da igreja foi atingido, tivemos sim, pessoas que presenciaram alguns acontecimentos, como funcionários, que lá estavam no Estádio, pessoas que nesse dia deveriam acompanhar os seus familiares ao jogo, mas na última hora acabaram por não ir. Para nós que cremos vimos como é importante ter a consciência de permanecermos na dependência do Ser Supremo, que consideramos ser Deus!

CdA: Como tem sido a reação dos membros do CdA? Continuam a ir para as reuniões?

S.E: A reação dos membros não tem sido má ou pessimista, muito pelo o contrário, as pessoas têm ido ao CdA com regularidade, porém sabemos que muitas são as pessoas que não chegar devido ao fecho de estações de metro, RER, interrupção de BUS, etc… Mas os membros do CdA têm tido uma reação muito positiva.

CdA: Existe alguma perseguição contra os cristãos ou a igreja neste momento?

S.E: Não podemos dizer que não existe nenhuma perseguição contra a Igreja ou contra os cristãos, ainda que tenhamos vivido momentos, nesta última década que serviram para mostrar e provar às autoridades do país, a seriedade do trabalho do CdA, inclusive neste ano de 2015, o CdA da França ganhou um processo em Tribunal, onde foi acusado de práticas “injustas”, como curandeirismo, etc…

A perseguição aos cristãos de forma geral é intensa, não existe povo que sofra mais humilhação que o povo cristão e tem aumentado cada vez mais em França, isso porque outras ideologias e práticas têm se espalhado pelo território, permitindo assim que situações idênticas às que vivenciamos nestes últimos dias venham acontecer cada vez mais.

serafim estevesCdA: Qual tem sido a mensagem passada dentro do CdA a todos durante esta altura de muita tensão?

S.E: A mensagem que tem sido levada para às pessoas tem consistido em saber usar a fé com sabedoria e inteligência nas Sagradas Escrituras. Caso contrário estaremos fadados ao sofrimento por meio do fanatismo que é sustendo pelas emoções sem raciocínio. Fé! Somente a Fé em Deus tem sido capaz de levar as pessoas a se entenderem, respeitarem e amarem sem interesses próprios, daí que o nosso trabalho seja árduo e cada vez mais, pois a sociedade na qual vivemos, está cada vez mais egoísta.

Não existe um outro caminho, a não ser o caminho da fé que em nada é regido pelas leis de uma doutrina, religião, ou de ideologias sectárias.

Cremos que é possível viver em paz, no entanto não podemos neglicenciar a realidade que estamos e continuaremos a viver nos próximos tempos.

Com isso nada melhor que considerar o que diz um dos provérbios eclesiásticos mais sábios das Escrituras:

“No dia da prosperidade regozija-te, mas no dia da adversidade considera;…”

Ecl. 7:14

A sede do CdA no país está situada em: 
254, Rue du Faubourg
Saint-Martin
75010 Paris
Tel: +33 153 35 85 11/12

Imagens: Independent.co.uk e Getty Images 

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *