Notícia

Eu escolhi o perdão e me sinto mais forte por isso

Internacional |

_93108263_cheerleader_snapchat-690x460

Leanna E. é negra, atua como cheerleader (líder de torcida) do time de futebol americano Indianapolis Colts e, no dia 14 de dezembro, foi alvo de racismo.

Ela e outra cheerleader posaram para uma foto com dois estudantes da escola secundária Western High School, na Flórida (Estados Unidos), durante um evento para promover uma campanha de doação de sangue. O problema é que, ao postar a imagem em uma rede social, um dos estudantes escreveu: “É claro que (nome do amigo) me colocou ao lado da crioula.” A foto (ao lado) viralizou e o comentário racista causou protestos entre os internautas, que inclusive ameaçaram o jovem.

Para surpresa de todos, ao ver a repercussão, Leanna entrou em contato com o diretor da escola, não para pedir a punição do garoto, mas preocupada em como ele estava lidando com a situação. “Eu só estava preocupada sobre como ele estava enfrentando tudo isso e o diretor da escola me disse que ele (o agressor) não estava reagindo bem. Aquilo quebrou o meu coração”, contou a cheerleader.

Ao ver o interesse dela pela segurança do menino, o diretor combinou um encontro entre os dois, que aconteceu no último dia 21 de dezembro. “Ele descreveu a si mesmo como um garoto estúpido, que errou feio. Falou ainda que cometeu um erro e se desculpava por isso”, afirmou ela ao jornal IndyStar. O jovem estaria “muito triste por ter me machucado e machucado outras pessoas”, completou Leanna. Eles se abraçaram e ele a presenteou com flores, como mais uma forma de mostrar arrependimento.

Eles tiraram uma nova foto, que Leanna publicou em seu Twitter (veja ao lado) com a seguinte descrição: “Uma semana atrás eu fui vítima de uma ofensa racista que foi compartilhada ao redor do mundo. Hoje eu escolhi o perdão e me sinto mais forte por isso.”

O perdão liberta

O relato de Leanna mostra que o perdão vale muito mais a pena do que a mágoa. A paz que ela demonstra ao perdoar o seu agressor com certeza tem muito mais valor do que uma vingança ou vê-lo punido. Além disso, o perdão também é necessário para mantermos a Salvação da alma.

Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas”, diz a Bíblia em Mateus 6.14,15.

“Nossas dívidas com Ele (Deus) são impagáveis. Mesmo assim, diante da nossa humilhação e confissão de pecados, Ele nos perdoa. Em compensação, Ele exige que nós perdoemos as faltas, falhas e erros uns dos outros. Do contrário, jamais encontraremos o Seu perdão também”, afirma o bispo Edir Macedo.

Se você tem encontrado dificuldade para perdoar, compareça na Noite da Salvação, às quartas-feiras, na Universal, e aprenda como vencer a mágoa e liberar o perdão de forma sincera.

Fonte: universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *