Notícia

Força Jovem e Bela Juventude se reúnem para salvar vidas em Milão

Internacional |

DoaSangueItaliaA Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que cada país tenha entre 3,5% e 5% de sua população como doadores de sangue. Contudo, a carência nos bancos de sangue atinge o mundo todo.

Na Itália, por exemplo, existe um cadastro para incentivar as pessoas a doarem. A pessoa faz o exame de sangue gratuitamente, recebe uma carteirinha e uma mensagem de 6 em 6 meses para fazer uma nova doação. Mesmo assim, o estoque é insuficiente.

Diante disso, no último dia 5 de dezembro, dezenas de voluntários dos grupos Força Jovem Europa e Bela Juventude (pessoas acima dos 40 anos), participaram de uma mobilização para incentivar a doação de sangue no país. Acompanhados do bispo Wagner Simões, eles se reuniram em uma unidade móvel de coleta que ficou estacionada em frente à sede de Milão.

O Centro de Ajuda realiza essas ações com frequência e motiva pessoas como David Ernesto Martinez a ser um doador. Segundo ele, o ato é uma atitude nobre. “Eu tornei-me doador quando vi a iniciativa do Centro de Ajuda de Milão. Desde então, tenho doado a cada 6 meses. Tenho a consciência de que o meu sangue será de grande importância para alguém e quero estar sempre à disposição para ajudar”, diz.Emily-depoimento

A jovem Emilly Tinoco aconselha quem tem medo a superar essa adversidade a fim de salvar mais vidas. “Eu pensava que seria muito doloroso. Mas entendi que o meu sangue pode estar sendo usado para ajudar uma criança doente, uma pessoa que sofreu um grave acidente, alguém entre a vida e a morte. É a terceira vez que estou doando e aconselho que todos que têm boa saúde deixem o medo de lado e ajudem o próximo”, declara.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *