Notícia

Michelle Obama confessa que ainda é vítima do racismo

Internacional |

Mais de oito mil pessoas estavam presentes no aniversário da organização Mulheres do Colorado, em Denver, Estados Unidos, quando a ex-primeira dama do país, Michelle Obama, subiu ao palco para conversar com a plateia.

Como parte de seu discurso, Michelle admitiu que, muitas vezes na sua vida, inclusive durante e após o governo de seu esposo, Barack Obama, ela foi alvo de preconceito racial. “Dói em mim saber que, depois de 8 anos trabalhando com afinco por meu país, ainda tem gente que não me vê pelo que sou, mas apenas pela cor a minha pele”, afirmou ela.

De acordo com reportagem do jornal espanhol El País, essa não é a primeira vez que Michelle fala sobre a força necessária para lidar com as ofensas sofridas por causa da cor de sua pele. Entretanto, ela e seu esposo sofreram tanto com essas atitudes que aprenderam a seguir em frente, apesar do racismo.

“Quando eles se rebaixam, você age de maneira digna e respeitosa. Essa é a decisão que Barack e eu tomamos. Isso é o que nos manteve sãos durante os anos”, afirmou a ex-primeira dama durante palestra na Universidade Estadual de Jackson.

Preconceito é inimigo da inteligência

Em seu blog pessoal o bispo Renato Cardoso explica que a razão e a discriminação preconceituosa não coexistem. Ou uma pessoa age racional e sabiamente, ou deixa o preconceito guiar seu comportamento.

“Inteligência e preconceito não combinam”, afirma ele. “Onde a inteligência é fraca o preconceito é forte. Não me refiro à inteligência específica, mas geral. Alguém pode ser muito inteligente para a engenharia, mas completamente preconceituoso (e estúpido) com respeito a pessoas de outro país, por exemplo. ”

O racismo, portanto, é apenas a demonstração de um caráter não inteligente que muitas pessoas ainda apresentam. Basta ver o caso de Michelle Obama. Sendo uma mulher bem-sucedida profissionalmente e pessoalmente e esposa do homem considerado mais influente do mundo durante 8 anos, Michelle é admirada por milhões de pessoas e, até hoje, demonstrou ser uma mulher inteligente, protetora de sua família e respeitável. Mesmo assim, ela sofre com o preconceito racial.

“O preconceito está em todo lugar, desde o religioso ao social, do cultural ao financeiro. É como disse Robert Anthony: A maioria das pessoas não pensa. Elas simplesmente reorganizam seus preconceitos”, afirma Renato Cardoso.

Ser preconceituoso é tão estúpido que até mesmo a Bíblia traz uma advertência a quem age dessa maneira:

“Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis. Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redarguidos pela lei como transgressores. Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.”

Tiago 2:8-10

Portanto, se você ainda mantém pensamentos discriminatórios baseados em preconceitos, é hora de rever seu comportamento.

“Precisamos abrir a nossa mente e não pré-julgar as pessoas”, orienta Renato Cardoso. “O preconceito é um dos maiores obstáculos ao progresso de uma pessoa e de uma sociedade. ”

Fonte: Universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *