Notícia

Mulher de 101 anos ganha medalha de ouro em atletismo

Internacional |
1(1).690x460

A indiana Man Kaur acaba de receber a 17ª medalha de ouro de sua carreira no atletismo.

A conquista aconteceu em Auckland, maior cidade da Nova Zelândia, durante a competição dos 100 metros livres. Kaur percorreu o percurso em 1,14 minutos, 64 segundos a mais do que o atual recordista da prova, o jamaicano Usain Bolt.

Levar uma medalha de ouro para casa seria motivo de orgulho a qualquer competidor, mas para Kaur é ainda mais especial. Isso porque a competidora tem 101 anos de idade. A vitória foi conquistada durante o World Master Games, uma espécie de Olimpíada para quem tem mais de 35 anos. Nesse torneio, os competidores são divididos por faixa etária e esporte.

Início tardio

Man Kaur nunca havia disputado qualquer esporte até os 93 anos de idade. Nessa época, o filho dela, Gurdev Singh, a orientou a praticar o atletismo como meio de melhorar a saúde cardíaca. A atividade física deu tão certo que, 8 anos depois, ela está sendo chamada de “O milagre de Chandigarh” (cidade em que nasceu).

É verdade que, na mais recente medalha conquistada, Man Kaur não teve adversários. A indiana correu apenas contra si mesma, mas completar a prova foi demonstração da excelente saúde da mulher com mais de 1 século de vida.

“Ganhar a faz feliz. Ela gosta de voltar à Índia e mostrar as medalhas que ganhou”, revelou Singh à imprensa.

“Enquanto houver vida, vou continuar a correr. Não vou parar”, afirma Kaur.

Todos podem

Mais do que a boa condição física de Man Kaur, as 17 medalhas conquistadas comprovam que quando alguém acredita e se dedica a alcançar um objetivo, esse alguém terá sucesso. Mesmo que as pessoas digam ser impossível, ou que a própria pessoa julgue a meta inalcançável, ela pode fazê-lo. Basta ter fé.

É o que a Bíblia ensina em Lucas 18.27, ao reproduzir as seguintes palavras do Senhor Jesus: “As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus.”

Isso significa que acreditar é a ferramenta necessária para ultrapassar qualquer obstáculo. Tendo fé, a pessoa lutará até vencer as barreiras.

“Na nossa vida, no nosso dia a dia, funciona exatamente assim”, afirma o bispo Edson Costa, em vídeo publicado em seu canal no YouTube. De acordo com ele, quando a pessoa dá tudo de si, Deus cria situações extraordinárias para fazer vir às suas mãos aquilo que sozinha não conseguiria adquirir.

As conquistas de Kaur, por exemplo, são extraordinárias e não aconteceriam caso ela não acreditasse e se dedicasse 100%. Assim como a vitória do francês Robert Marchand, que, aos 105 anos de idade, bateu o recorde mundial de ciclismo na categoria acima de 100 anos.

“E o que que é dar tudo de si? É você não fazer a coisa por fazer. Não é você fazer corpo mole. Se lhe derem uma missão, é você abraçar aquilo e dar tudo de si. Seja como funcionário, seja como chefe de equipe, seja como patrão, seja como pai, como mãe, como filho, como instrutor. Seja como o que for”, explica o bispo Edson. “Aprenda esse princípio. Aplique esse princípio na sua vida, nas suas finanças, no seu casamento. Em todas as áreas da sua vida, que certamente você vai se tornar uma pessoa acima da média.”

Fonte: universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *