Notícia

Noiva tomba de bicicleta motorizada e noivo segue viagem

Internacional |
noiva-abandonada

Um casal recém-casado viveu uma situação inusitada na China.

Após a realização do matrimônio, os noivos deixaram o local da cerimónia guiando uma bicicleta motorizada. Em determinado momento, a noiva simplesmente escorrega da garupa, desabando no chão, e o noivo, sem olhar para trás, segue viagem como se nada tivesse acontecido. A moça foi amparada por ajuda de desconhecidos.

Assista ao vídeo abaixo e veja como tudo aconteceu:

A situação pode parecer engraçada para alguns, mas ela nos leva a uma reflexão importante sobre a conduta da vida a dois, pois muitos casais agem exatamente assim quando estão em busca da felicidade pessoal. O companheiro pode estar caindo, passando por dificuldades, precisando de ajuda e o parceiro nem sequer pisa no freio, diminuiu o ritmo para amparar ou estender a mão, deixando nítido a atitude de um comportamento egoísta.

Como identificar o comportamento de um egoísta

O bispo Edir Macedo explica que se a pessoa quer unir-se a alguém para, simplesmente, curtir o casamento, então ela é realmente egoísta e está pensando em si mesma. “É o mesmo caso, por exemplo, da pessoa que comenta que quer casar para ser feliz. Então, ela está buscando a felicidade própria e não está nem pensando no parceiro. Muitas dessas pessoas casam-se mal, porque unem-se com o egoísmo dentro de si. ”

Para equilibrar o relacionamento, é necessário que um ajuste-se ao outro e busquem alternativas para manter a união fortalecida, caso contrário o relacionamento será fracassado. “Se você começa com o egoísmo, você não irá aguentar a outra pessoa porque você vai querer suprir apenas as suas necessidades, por isso que os relacionamentos são destruídos. Porém, quando a pessoa entra em uma relação para fazer o outro feliz, então, com certeza você vai relevar muita coisa”, alerta a apresentadora do Programa The Love School – A Escola do Amor, Cristiane Cardoso.

Por isso, se os verbos proteger; sacrificar, dividir e doar não fizerem parte do vocabulário de seu companheiro, avalie se realmente vale insistir no relacionamento. A mudança não é uma atitude fácil, mas é preciso querer para ser transformado.

“As pessoas têm raiva quando ouvem que precisam mudar. Elas não querem, e dizem que o outro é que deve mudar. Isso é um ponto de vista egoísta. Quando eu amo, quando quero fazer meu marido feliz, se eu sei que há certas atitudes que prejudicam nosso relacionamento, eu vou mudar um pouco minha personalidade e não terá problema, porque se eu amo vou fazer isso. O perfil ideal é esse, é querer realmente fazer a pessoa feliz, aí sim você tem o perfil para estar em um casamento”, finaliza Cristiane.

Você está disposto a mudar? Dê um basta em qualquer mal que atrapalhe o seu relacionamento. Participe das palestras da Terapia do Amor, que acontecem todas as quintas-feiras, às 20h, nas seguintes moradas:

Templo Maior Lisboa – Rua Dr. José Espírito Santo 36, 1950-097
CdA do Porto – Rua Egas Moniz 485, 4050-237
CdA de Coimbra – Rua do Sota 20, 3000-392
CdA de Portimão – Largo Gil Eanes, Lote A 8500-536
CdA do Funchal – Rua Dr. Brito Câmara 33, 9000-123
CdA de Ponta Delgada – Rua da Boa Nova 5, 9500-296

Acesse também a página da Terapia do Amor no Facebook:
facebook.com/terapiadoamoreuropa

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *