Notícia

O dia em que o perigo passou bem perto da Terra

Internacional |

sol-nasa-erupcao.690x460Segundo a agência espacial norte-americana, a NASA, uma poderosa erupção solar passou muito perto do nosso planeta em 2012.

O fenômeno poderia ter “devolvido a civilização moderna ao século 18”, disseram os especialistas da instituição.

Foi a tempestade solar mais poderosa dos últimos 150 anos, em 23 de julho de 2012, conforme a NASA. Caso atingisse o planeta, ocorreria um apagão geral, que inutilizaria tudo o que fosse movido a energia elétrica, desde pequenos aparelhos portáteis, como relógios digitais e celulares, até complexos industriais e usinas inteiros – ou operações como transportes (trens elétricos e metrôs, por exemplo), hospitais e distribuição de água (que depende de bombas elétricas).

A potência do fenômeno foi igual a de um ocorrido em 1859, e poderia ter causado danos que dariam prejuízos na casa dos bilhões de dólares, e anos de reparos. Cientistas dizem que foi uma “grande sorte” o fato de a tempestade ter passado bem perto, pois alguns dias antes a Terra, em sua órbita ao redor do Sol, estava exatamente na direção da torrente de radiação.

Normalmente, tempestades solares menores são repelidas pelo escudo eletromagnético natural da Terra. Mas uma dessa magnitude, num impacto direto, seria devastadora.

Em 1989, a província canadense do Québec provou um pouco do que toda a Terra poderia passar: uma tempestade solar (bem menor que a de 2012) atingiu a localidade, deixando os quebequenses sem energia elétrica por quase 1 dia, prejudicando (ou até inutilizando) o funcionamento de satélites, comunicação por rádio, telefones celulares, redes de televisão, entre outras atividades, alterando o campo magnético da região dramaticamente. Até tudo voltar ao normal, os prejuízos foram enormes.

Segundo uma matéria veiculada pela revista norte-americana Space Weather, há 12% de probabilidade de uma tempestade solar como a de 2012 atingir a Terra nos próximos 10 anos, baseando-se nos registros de fenômenos do tipo das últimas 5 décadas.

Perto do fim?

Ainda que, para muitos, 12% pareçam pouco, as chances existem. Espiritualmente falando, a Bíblia relata, no livro de Apocalipse, que grandes acontecimentos desestabilizarão a vida em escala mundial; fala também de fenômenos naturais incomuns, o que seria o caso de uma tempestade solar tão próxima da Terra. A tendência é que esses fenômenos sejam ignorados no sentido espiritual, mesmo que grandes. Mas será que eles não querem dizer mesmo algo?

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *