Notícia

Padrasto afoga enteada

Internacional |
PadrastoAfogaEntiada3anos

Um homem foi condenado a 100 anos de prisão depois de ter sido filmado a atirar, por diversas vezes, a enteada de três anos para dentro de uma piscina, mesmo sabendo que a criança não sabia nadar

Jose David N. é visto num vídeo filmado na piscina de um hotel na cidade de Morelia, no estado mexicano de Michoacan, em agosto de 2015, a atirar a enteada para dentro de água, mesmo sabendo que a menina não sabia nadar.

O mesmo mostrou-se surpreendido quando lhe disseram que a criança se tinha afogado, mas o vídeo foi prova mais do que suficiente para o condenar, sem qualquer hipótese de pedir liberdade condicional.

Os três juízes responsáveis pela sentença consideram Jose David N. responsável pela morte da criança, salientando que este para além de atirar a menina diversas vezes para dentro de água, também a puxou pelo cabelo de forma a que a menina ficou submersa sem conseguir respirar.

Tudo isto aconteceu enquanto a mãe da menina dormia no quarto do hotel.

Final dos Tempos

“E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará”

(Mateus 24.12)

Têm-se tornado cada vez mais comuns os casos de crianças mortas às mãos de adultos, sejam pais, padrastos, familiares, amigos, conhecidos e desconhecidos.

Não serão estes atos de pura maldade e brutalidade contra seres inocentes um dos sinais de que o Fim dos Tempos se aproxima? Reflita, medite e busque na Palavra de Deus a resposta!

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *