Notícia

Pai arrasta filha pelos cabelos em supermercado

Internacional |
PaiArrastaFilhaPelosCabelos

Um pai enrolou o cabelo da filha no carrinho de compras e seguiu arrastando a garota pelos corredores de um supermercado. O caso aconteceu na cidade de Cleveland, no Texas, Estados Unidos.

Testemunhas dizem que a menina chorava muito e pedia que ele parasse, mas não adiantou. Quando confrontado sobre a atitude, o homem simplesmente respondeu: “Eu tenho o direito de disciplinar a minha filha. Cuide da sua vida.” As autoridades foram chamadas e ele agora está sendo investigado por abuso infantil.

Equilíbrio

PaisFilhosNa infância, muitos já levaram algumas palmadas quando fizeram algo de errado. Mas existe uma grande diferença entre uma palmada para disciplinar e uma agressão.

Durante um dos programas “A Escola do Amor Responde”, a neuropedagoga Mariana de Sousa falou sobre o assunto. “Quando nós explicamos o que foi feito de errado, usa a palmada como uma forma de precaver alguma situação, a mesma torna-se algo educativo. Agora a questão do bater, da agressão, quando ela é excessiva, quando chega a magoar, isso já foge da questão do educar”, orientou.

Em 196 países, apenas 43 consideram ilegal bater nas crianças. Portugal implementou esta lei em 2007, o ano em que Espanha, Holanda, Nova Zelândia, Venezuela, Togo e Uruguai decidiram fazer o mesmo.

O apresentador Renato Cardoso reforça que vale o equilíbrio na hora de educar o filho. “A agressão física, o que vai além de uma palmada, tem mais chance de traumatizar, prejudicar a criança, do que ajudar. A palmada leve é algo que cumpre o seu papel, às vezes, mas é muito melhor que a criança aprenda através da conversa”, diz.

Você tem tido dificuldade para lidar com o seu filho? Participe da palestra Dia da Direção, que acontece todos os domingos, às 9h30, no Centro de Ajuda do Império, em frente à estação de metro da Alameda, em Lisboa.

Clique aqui para encontrar a morada mais próxima de si.

Com informações de: universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *