Notícia

Pais rezam em vez de chamar médico e filho morre

Internacional, Notícias |

ThinkstockPhotos-57440847.690x460Pela negligência de um casal, um garoto de 7 anos morreu. Seth, que era filho adotivo de Timothy e Sarah Johnson, desenvolveu pancreatite e septicemia aguda, no entanto, os pais não procuraram ajuda médica.

Em vez disso, pesquisaram na internet e o diagnosticaram, por conta própria, com outros problemas de saúde, e o filho continuou sem tratamento.
Em um dia, enquanto o casal viajava, receberam a ligação do filho mais velho de que Seth passara mal. Eles continuaram sem tomar providências e, quando voltaram, o filho estava ainda pior. Em vez de chamarem uma ambulância ou o levarem para um hospital, o casal optou por rezar, esperando que ele ficasse curado. Na manhã seguinte, viram que o menino estava inconsciente, chamaram socorro, mas era tarde demais.

O caso aconteceu em 2015, mas a acusação formal aos pais pelo ocorrido só chegou agora, no começo de 2017.

Irresponsabilidade

Além de negligentes, o casal agiu uma fé irracional, e por isso acabou cometendo um crime. Fé e inteligência caminham juntas e precisamos saber identificar quando um problema se resolve exclusivamente por meio da fé e quando é necessário, também, procurar um especialista. “Nós temos corpo, alma e espírito, e todas essas partes precisam de cuidados. O Senhor Jesus era equilibrado, Ele descansava, caminhava na areia, tinha uma alimentação saudável. Podemos comprovar isso em diversas passagens bíblicas”, comenta a palestrante Fátima Bassini.

O problema não foi o casal orar, pedindo o socorro de Deus. O problema foi eles não buscarem ajuda médica. Se o tivessem feito, estariam unindo duas importantes ferramentas e, com certeza, teriam sucesso e o menino estaria com vida. “Deus é extremamente equilibrado. Então, tudo o que você faz que não é movido por um equilíbrio não tem Deus. Não adianta você querer ser demasiadamente espiritual e esquecer do seu corpo, assim como não adianta você cuidar do seu corpo e esquecer do seu espiritual. Os dois têm que andar juntos”, finaliza Fátima.

Fonte: Universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *