Notícia

Uma reportagem fez o bispo Macedo querer mudar uma situação

Internacional |

O que você sentiu ao saber de uma situação difícil pela qual pessoas estavam passando, seja por causa de uma guerra ou por uma catástrofe natural? Talvez, no mais íntimo, você tenha desejado ter condições de ajudá-las.

Pois bem, na década de 1990, diversos noticiários mostraram que o Nordeste brasileiro vivia um período de seca intensa – como é comum nessa região do País – deixando um rastro de fome e dor. Aquilo sensibilizou inúmeras pessoas.

Na época, foi ao ar uma reportagem, no programa “Repórter Record”, da Record TV, apresentado pelo jornalista Goulart de Andrade (já falecido), sobre a cidade de Irecê, na Bahia, que tinha ido do auge econômico à decadência, devido a essa grande seca. Localizada a 478 quilômetros da capital baiana (Salvador), Irecê, que já havia tido o título de “Cidade do Feijão”, pelas grandes safras na década de 1980 – sendo a primeira produtora do Nordeste e segunda do País –, passava por um período crítico.

A matéria trazia relatos de uma mulher cujo marido acabara cometendo suicídio porque tinha perdido tudo com aquela estiagem. E também a história da mãe que, diante do choro de fome dos filhos, só via uma saída: matá-los para dar fim a todo aquele sofrimento.

Entre os que assistiam à reportagem especial estava o bispo Edir Macedo (*), líder e fundador da Igreja Universal, que, tocado pelos depoimentos desesperadores, decidiu fazer algo para mudar a vida daquelas pessoas.

Parceria para um sonho

“A primeira providência era arranjar uma pessoa que pudesse abraçar a nossa visão, procurasse um lugar e, dentro do possível, desenvolvesse o projeto. Então, nós chamamos o Marcelo Crivella, que estava na África. Ele abraçou e tocou o projeto”, relembra o bispo Macedo.

Para comprar os quase 500 hectares de terra que abrigariam o projeto e equipar o local com tudo o que era necessário, Marcelo Crivella – atual prefeito do Rio de Janeiro e, na época, bispo da Universal – lançou o CD “Mensageiro da solidariedade”. O álbum vendeu mais de 1 milhão de cópias e, com a doação inicial dos 850 mil reais do adiantamento dos direitos autorais junto à Sony, foram adquiridas as terras para a implantação do projeto. Tinha início a Fazenda Canaã (foto de abertura dessa matéria).

Toda a tecnologia de irrigação foi importada de outro país. “Trouxemos técnicos de Israel, que nos ensinaram a plantar, que fizeram prospecção no solo, que nos ajudaram a descobrir a água. Ela estava no subsolo. Lá no sertão, a chuva não cai de cima para baixo ela ‘cai de baixo para cima’”, destaca Crivella. A primeira colheita aconteceu 1 ano depois da inauguração da fazenda.

Não há impossível

Atualmente, o projeto está sob os cuidados do Instituto Ressoar – braço social da Record TV. Há 16 anos, a fazenda atende quase 2 mil famílias e atende 600 crianças e adolescentes da Educação Infantil até o Ensino Médio, em tempo integral, com quatro refeições diárias, transporte escolar, material didático e acompanhamento médico e odontológico.

A Fazenda Canaã é a prova de que nada é impossível quando o objetivo é fazer o bem ao próximo.

Para conhecer mais sobre o projeto e saber como você pode contribuir para mudar a vida das pessoas atendidas, acesse o site do Projeto Nova Canaã.

40 anos

Continue acompanhando, tanto aqui no Portal Universal.org como em nossas redes sociais, a história dos 40 anos da Universal, com matérias especiais relatando os momentos que marcaram a trajetória de fé da Igreja.

Você também pode acompanhar essa história no site comemorativo Universal 40 anos.

(*) No meio da matéria, foto do bispo Macedo com crianças atendidas pelo Projeto Nova Canaã, durante visita dele à fazenda

Fonte: Universal.org

 

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *