Notícia

Tinha que ter relações com bispo e pastor da Mundial

Internacional, Nacional, Notícias, Religião |
mirian2

Muitas pessoas procuram obter uma vida cheia de felicidade, paz, dinheiro e amor, pois, na realidade, tudo isto é lícito de desejar, mas nem sempre o caminho escolhido é o melhor… Apresentamos-lhe mais uma pessoa que frequentava a Universal e que tinha uma família bem-sucedida, mas que foi influenciada por um ex-pastor que havia deixado a instituição atrás de vida fácil. Mirian conta-nos como foi trocar a existência certa que tinha por uma vida incerta.

“Fui obreira durante cinco anos e eu e o meu marido tínhamos uma vida abençoada. Tudo na nossa vida corria bem até que, um dia, um ex-pastor da Universal, que havia saído e ido para a Igreja Mundial, dirigiu-se ao meu marido e lhe fez várias promessas. Disse-lhe que se ele o acompanhasse para aquela ‘igreja’, tudo seria melhor na nossa vida e que ele poderia crescer de uma forma rápida na hierarquia, passando de simples membro a ‘pastor’ regional com algum estatuto. Foi com estas ilusões que fomos para lá e, passados 15 dias, já o meu marido era ‘pastor’ regional. A promessa estava cumprida! Permanecemos durante sete anos e fomos trocando de ‘igreja’”, conta Mirian.

Quando tudo parecia estar a correr bem, ela e o esposo foram transferidos com a intenção dele ser promovido a “pastor” estadual, progredindo mais ainda na carreira. Mas, ao contrário do que eles pensaram, esta subida na hierarquia da “igreja” não aconteceu pelas qualidades espirituais de nenhum dos dois… “Havia um valor bastante alto a pagar: eu teria de manter relações sexuais com o ‘bispo’ responsável e com um outro ‘pastor’ regional”, explica. “Não aceitei esta situação, pois tal nem me passava pela cabeça. Mas para o meu marido fazia sentido. Deixei essa ‘igreja’ por esta razão, mas o meu marido continuou. Então, preferi separar-me dele do que ficar naquela pouca vergonha”, assume.

Regresso às origens

“Quando foi feita uma Caravana do Resgate na minha cidade, fui convidada e voltei à Universal, de onde nunca devia ter saído. Foi a minha melhor atitude! Voltei há cinco meses e comecei tudo novamente. Não tem sido um processo fácil, pois ainda não estou divorciada do meu ex-marido e estou a lutar para obter a liberdade dessa situação. Agora, estou num novo processo de libertação e fortalecimento espiritual. Mas posso dizer que a minha vida voltou a fazer sentido, e que já consigo começar a ter uma nova esperança”, conclui Mirian.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *