Notícia

Uma pessoa pode mudar a China?

Internacional |

testemunho_conversao_chinaTestemunho de uma mulher resulta em mais de 40 mil conversões

A organização Bibles for China (Bíblias para a China) partilhou a história de uma mulher, que por questões de segurança não pode ter o seu nome revelado, mudou a história da sua aldeia no interior da China. Há 20 anos, ela deixou a sua terra natal para trabalhar na cidade, longe da sua família. Ali, ouviu a mensagem do Evangelho e tornou-se cristã.

Quando voltou à sua aldeia natal, a vida e as crenças desta mulher de negócios não eram mais as mesmas. Decidiu, então, evangelizar os habitantes locais e tornou-se assim a primeira missionária não oficial nessa parte da China. Duas das suas amigas ouviram como ela tinha recebido a Jesus Cristo como Salvador, e após ouvirem a Verdade, tornaram-se seguidoras de Cristo.

Uma delas sofria de uma doença incurável já há algum tempo. E os médicos não podiam fazer mais nada por ela, diziam que não havia esperança. No entanto, depois que a doente aceitou a Cristo como seu Salvador, foi curada e a sua saúde completamente restaurada.
A partir dessa experiência, aquela mulher ganhou coragem para compartilhar a sua história abertamente com todos ao seu redor.

Na China, embora o governo negue, existe perseguição religiosa contra os cristãos e a venda de Bíblias é proibida. Mesmo assim, aquela mulher enfrentou as dificuldades e as perseguições. Vizinhos e pessoas a quilómetros de distância começaram a ouvir que Cristo cura todos os que creem n’Ele e acreditaram no Poder de Deus.

Segundo relata a Mission Network, em pouco tempo já existia uma igreja organizada. Mas eles não tinham Bíblias. Estima-se que naquele local remoto no interior da China que há anos atrás não tinha sequer um crente, hoje reúne cerca de 44 mil cristãos.

Através de contactos com outras igrejas chinesas, a organização Bibles for China distribuiu recentemente milhares de Bíblias naquela região. A imensa maioria recebeu uma cópia pela primeira vez.

*Com informações de MNN Online

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *