Notícia

Vidas mudadas em Guadalupe

Internacional |

O trabalho da Universal chegou a Guadalupe em 2007. O país, que é uma ilha localizada no Caribe, tem cerca de 400 mil habitantes.

Desde que as portas da Universal foram abertas, centenas de pessoas têm encontrado a solução para os mais variados problemas e muitas têm alcançado a verdadeira razão de viver”, afirma o pastor Cláudio Roberto Rosa, de 39 anos, responsável pelo trabalho da Igreja no país.

O pastor e sua esposa, Cláudia Gomes, de 36 anos, são brasileiros e estão em Guadalupe há quatro anos. Ele faz a Obra há 20 anos e conta que o trabalho da Universal tem sido desenvolvido gradativamente e tem trazido inúmeros resultados.

O objetivo dos trabalhos realizados no local é apresentar as pessoas a fé inteligente, que é o caminho que as levará a uma entrega total a Deus, e assim, à Salvação. Para isso, o primeiro passo para quem deseja negar sua velha criatura e dali em diante obter uma nova vida, é o batismo nas águas.

Mas, infelizmente, muitos veem o batismo de uma forma equivocada, como explica o pastor: “Algumas pessoas acham que o fato de terem sido um dia batizadas, quando crianças, é o suficiente. Infelizmente, muitos aqui ainda ignoram que ter uma religião não quer dizer que a pessoa tenha uma vida com Deus. Por isso, nessa região do Caribe, levamos as pessoas a uma decisão, não tomada por um sistema religioso, mas sim pela fé inteligente aplicada na Palavra de Deus.

Batismo

Foi com esse intuito de salvar o máximo de almas para Deus e mostrar a importância do batismo que no dia 1º de julho, na Praia da Datcha, em Guadalupe, foram batizadas 94 pessoas, entre as quais duas indianas. “Elas chegaram à Igreja por intermédio do trabalho realizado semanalmente nos hospitais. Uma delas, por causa do marido, que, em razão da epilepsia, se encontrava hospitalizado, e, ao receber o convite, veio até a Universal e começou a se sentir bem. Ela trouxe o marido e vários integrantes de sua família. Hoje, todos estão na Igreja.”

Quem também teve a vida transformada foi a jovem Trécy Balcot (foto ao lado), de 25 anos. Antes de chegar à Universal, ela era uma mulher que não tinha confiança em si mesma, não se valorizava e tentou o suicídio por causa de uma frustração sentimental. Mãe solteira, carregando dentro de si muitas desilusões, viu na Universal a última chance para mudar de vida.

“Trecy, depois de ter tomado a decisão de se entregar a Deus, foi batizada nas águas, foi liberta e batizada com o Espírito Santo. Hoje, Trecy encontrou a verdadeira razão de viver, pois obteve uma mudança total no seu interior e no exterior”, destaca o pastor.

A missão da Universal é a mesma em qualquer parte do mundo. Para encontrar essa ajuda, vá à Igreja mais próxima da sua casa.

Fonte: universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *