Notícia

Você tira vantagem dos contratempos alheios

Internacional |

negavencer_corridaIsmael Esteban pedalava rápido pela estrada em Puente Viesgo, na Espanha.

Com boa vantagem, garantia o terceiro lugar na corrida de Cantabria quando o pneu de sua bicicleta furou. Ali, ele percebeu que os seus treinamentos e dedicação seriam subjugados pelo acaso. Ele perderia o lugar no pódio, o troféu e a premiação.

O competidor que ocupava o quarto lugar, Agustín Navarro, entretanto, não achou justo ultrapassar o seu oponente. Enquanto Esteban carregava a bicicleta nas costas durante os últimos 300 metros da prova, Navarro o acompanhou pedalando, de perto, sem ultrapassá-lo.

“Eu não merecia ultrapassá-lo porque ele foi melhor do que eu durante toda a corrida”, declarou Navarro à imprensa após a competição. Como “prêmio pela honestidade”, Esteban cedeu o troféu a Navarro. Mais do que isso, o quarto colocado ganhou a honra dos justos.

Assista no vídeo abaixo ao momento em que os dois cruzam a linha de chegada:

As leis do mundo são incapazes

As sociedades do mundo criaram incontáveis leis. Regras que deveriam trazer a justiça, mas que nem sempre garantem isso. Se Navarro ultrapassasse o adversário e garantisse o terceiro lugar na corrida, quem diria que ele foi desonesto? Diante dos homens, numa competição, ele estaria certo, aproveitando a “sorte” para alcançar o objetivo. Nenhuma lei ou regra o eliminaria por isso. Todavia, ele não agradaria a Deus. Tirar vantagem de quem passa por dificuldades não é “se dar bem”, mas mostrar o quanto falta amor pelo próximo.

O escritor e palestrante Renato Cardoso declara, em seu blog, que “justiça significa dar a quem é de direito”.

A Bíblia diz:

Provérbios 3.27
Não te furtes a fazer o bem a quem de direito, estando na tua mão o poder de fazê-lo.”

Quantas vezes você se aproveitou das fraquezas alheias ao invés de ajudar quem necessitava? Lembre-se de que esse não é o caminho que leva à verdadeira vitória. Para saber qual a receita para prosperar, clique aqui.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *