A importância de ter amor ao próximo como uma prioridade

AmoraoproximoNuma sociedade cada vez mais egoísta, na qual as pessoas tendem a centrar-se nelas mesmas e a não olhar para os que as rodeiam, é cada vez mais importante e mais valorizada a existência de alguém que se diferencie nesse aspeto e se preocupe com os outros.

De facto, ajudar o próximo é um gesto honroso e, muitas vezes, simples, que todos podem fazer. Porém, nem sempre estamos dispostos a tirar um pouco do nosso tempo e dá-lo a quem mais precisa.
O Centro de Ajuda tem feito um trabalho de grande destaque no que respeita à ajuda ao próximo, tanto a nível de trabalho social na ajuda aos mais necessitados, como de evangelização.

Amor ao próximo

evangeliz-cdaO trabalho feito com a evangelização em Portugal visa alcançar as pessoas que sofrem e os mais aflitos e carentes. Não se trata apenas de dar um alimento, como também carinho, atenção e uma palavra amiga, algo que, infelizmente, nos dias de hoje está a tornar-se uma escassez na vida de algumas pessoas.

O grupo de evangelização do Centro de Ajuda em Portugal conta, direta e indiretamente, com mais de 2.000 colaboradores que levam a cabo este trabalho prático e inteligente.

O objetivo é atender a necessidade de quem mais precisa indo de casa em casa, cuidando dos idosos, por exemplo, que não têm como se deslocar, aos hospitais onde dão um apoio moral e espiritual tanto para quem visita os seus familiares, como para os que se encontram à beira do desespero.

Não esquecendo também daqueles cuja vida, devido a várias circunstâncias mudou completamente e vivem nas ruas, semanalmente, um grupo de voluntários, os Anjos da Noite, sai às ruas levando–lhes alimentos e ouvindo-os, realizando ainda orações pelos menos favorecidos.

evangelizacao-cdaSeja também um voluntário

Ser um voluntário é dar ao seu próximo algo que ele precise, mas antes de mais é fazer com que este algo seja uma força à qual a pessoa possa recorrer para mudar o rumo da sua vida.

Qualquer pessoa se pode tornar num um voluntário. Para isso, basta procurar o Centro de Ajuda mais próximo de si e saber o que pode fazer e como pode ajudar.

Com informações de: Folha de Portugal

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *