Alimente o seu cérebro

intellimen-JUL16

Tudo o que vemos, ouvimos, falamos, sentimos, tocamos e provamos são informações transmitidas ao nosso cérebro.

Qual tem sido a “dieta” que tem oferecido à sua mente?

Na reunião mensal do Projeto IntelliMen, realizada no passado sábado, dia 2 de julho, no Templo Maior em Lisboa, o Bispo Carlos Rocha falou sobre o facto de o cérebro humano ser uma fábrica de pensamentos e de necessitar de matéria-prima (informação) para fabricar os seus produtos. Portanto, a qualidade dos pensamentos produzidos dependerá da natureza e qualidade das informações recebidas pelo cérebro.

“Ao longo dos anos vamos acumulando informações no nosso cérebro, que vão influenciar quem somos e em quem nos vamos tornar. Deus sabe disso e, por isso, orientou Josué no início da sua liderança sobre Israel, como substituto de Moisés, a manter o Livro da Lei junto de si, a meditar dia e noite nas Suas Palavras ali contidas e a fazer tudo o que ali estava escrito. Ao proceder assim, o sucesso de Josué estaria em todos os lugares aonde fosse”, explicou o orador.

Os 12 espias

Os espias, que foram ver a Terra Prometida, relataram o quão maravilhosa esta era, mas também falaram dos povos numerosos e fortes que aí habitavam, informando assim o seu cérebro de que eles próprios eram fracos e, portanto, incapazes de vencer os inimigos. Já Josué e Calebe, apesar de terem visto o que os outros viram, conseguiram combater essa informação negativa com a Palavra de Deus.

bcr-intellimen“Deus convidou Josué a meditar na Sua Palavra, pois esta seria a única forma de combater as informações negativas recebidas. Também o seu cérebro diariamente recebe informações e se estas forem apenas negativas, você agirá negativamente e irá assim perder todas as hipóteses de vir a ser bem-sucedido”, alertou o orador.

Por isso, você deve meditar na Palavra de Deus, ou seja, deve separar algum tempo para ler a Bíblia e dedicar esse tempo a pensar apenas no que leu e em mais nada. Informação essa que ficará guardada no seu cérebro e que, mais cedo ou mais tarde, lhe vai ser muito útil no seu dia a dia, na sua vida.

“O cristão, muitas vezes, é fraco porque não tem a Palavra de Deus na sua cabeça, a qual lhe daria forças, ânimo e coragem para acreditar no impossível e avançar até ao fim”, salientou o Bispo.

Abraão e as estrelas

“Porque é que Deus mostrou as estrelas a Abraão e disse que lhe daria uma descendência tão numerosa como as estrelas do céu? Porque essa imagem ficaria registada no cérebro de Abraão e, quando anos mais tarde, Deus lhe pedisse a coisa mais difícil da sua vida, sacrificar o seu próprio filho, essa imagem dar-lhe-ia forças para o fazer”, questionou e respondeu o orador.

“Quando meditamos na Palavra de Deus isso dá-nos força e capacidade para crermos que podemos ser quem nós queremos ser e fazermos o que Ele nos manda fazer”, continuou.

Dieta espiritual

“Assim como você alimenta o seu corpo deverá também alimentar o seu espírito e a sua mente com a Palavra de Deus. Pode até alimentar-se de outros tipos de informação, mas deve priorizar um tempo diariamente para absorver os pensamentos de Deus”, concluiu o Bispo.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *