Anjos da Noite em defesa dos mais carenciados

Anj_cruzpau2O trabalho social do Centro de Ajuda tem desempenhado um papel determinante na defesa daqueles que precisam de uma mão amiga, com a certeza de que valerá a pena.

Conscientes das causas plurais da sociedade, e que a crise tem vindo a destronar várias famílias dos seus postos mais confortáveis e das condições favoráveis, é assim que saem às ruas os voluntários do Centro de Ajuda.

É desta consciência que emerge o projeto social Anjos da Noite, que leva às ruas os voluntários, que estendem a mão a pessoas sensíveis a serem ajudadas, com alimentos, agasalhos e um espaço específico onde os voluntários conversam com as pessoas que mais precisam, cujos ouvidos estão sempre atentos. Os membros do projeto Anjos da Noite estão dispostos a auxiliar, levando sempre a palavra certa.

Recentemente, os grupos da Amadora, Costa da Caparica e Cruz de Pau, foram até junto da população levar alento físico e espiritual, e encontraram pessoas com diferentes histórias de vida, mas todas carecidas.

anj_amadoraDar de graça o que de graça receberam

Os grupos compostos por cerca de trinta voluntários, dão a estas pessoas a atenção e o cuidado que eles próprios receberam ao chegar ao Centro de Ajuda.

Os voluntários da região da Amadora, dirigiram-se a Lisboa e escolheram a estação do Oriente, no Parque das Nações, para ajudar vários sem-abrigo. Surpreendentemente o número foi claramente maior, em parte devido ao frio, envolvendo perto de uma centena de sem-abrigo, sendo que, normalmente, costumam ser quarenta.

“Tivemos de comprar mais alimentos à última hora, para satisfazer todas as necessidades dos presentes”, disse o pastor Daniel Silva, responsável por aquele grupo de voluntários.

ANj_ccaparica2O grupo da Costa da Caparica deu a oportunidade aos mais carenciados da sua localidade, que puderam contar com a entrega de diversos alimentos, saciando a sua fome física. Por outro lado, a fome espiritual também existia e os voluntários dispuseram-se a ajudar, pois “para nós é sempre um privilégio”, afirma um dos voluntários.

Anj_cruzpau3O grupo de voluntários da Cruz de Pau partilhou um testemunho que marcou a noite de todos os membros do grupo.

“Um senhor, devido a problemas com a família, foi duramente castigado, e foi expulso de casa. Sem ter onde ficar ou como se alimentar, levámos-lhe muito mais do que um prato de sopa quente. Levámos amor, força e coragem para não desistir da vida, pois naquele momento era esse o seu pensamento”, conta um dos voluntários.

Apesar da noite fria e aparentemente triste, ainda se viram alguns sorrisos e conversas mais animadas, após os conselhos dados pelos voluntários dos Anjos da Noite, de acordo com as circunstâncias de cada um.
O grupo continuará a sair às ruas, para ajudar os que mais precisam.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *