Bispo Macedo visita a Ilha da Madeira

Bispo_FunchalDeus é como o ar! Você não vê o ar, mas sem ele você não vive

No dia 20 de maio, às 20 horas, realizou-se no Cenáculo do Espírito Santo do Funchal, na Ilha da Madeira, a reunião denominada de “A Noite da Salvação”. A palestra foi ministrada pelo Bispo Edir Macedo, em visita missionária ao arquipélago, e centenas de pessoas lotaram o auditório principal do Cenáculo.

Durante o encontro, o Bispo Macedo fez questão de ensinar como entrar na Presença de Deus. “Deus está em todo o lugar, na igreja, na sua casa… é como o ar, mas nem sempre chegamos à Presença d’Ele. Porquê? Embora Ele esteja a ocupar todos os lugares, ainda assim, os nossos pensamentos estão tão voltados para este mundo, estão tão absorvidos com as coisas deste mundo que, simplesmente, ignoramos a Sua Presença. E por conta dessa ausência da Presença d’Ele, sofremos. Mas, quando você eleva o seu pensamento até Deus, então, transporta-se até Ele”, explicou o Bispo.

BM_funchalTalvez você se pergunte: “Mas, por que é que eu tenho que falar com Deus, se Ele já sabe do que preciso?” Ele quer que você exprima a sua Fé! Ele quer que você mostre dependência d’Ele. Deus fica à espera da oportunidade de chegar à sua vida, mas Ele só pode fazer isso no dia em que você chegar até Ele e pedir ajuda. Não importa se você merece, se é religioso, se é bom ou mau… o que importa é a sua Fé! Jesus nunca disse não àqueles que O invocaram. “Todos os que foram curados eram pecadores iguais a nós, às vezes até mais, a prostituta, o ladrão na cruz, os 9 leprosos ingratos… porque todos eles manifestaram Fé”, afirmou o orador.

O Bispo alertou ainda que não importa o que você é, o que fez ou deixou de fazer. “Jesus aceita todos, não importa o pecado que cometeram, mas, uma coisa Ele exige para que a pessoa possa ser aceite diante d’Ele, que seja sincera”, observou o Bispo Macedo. Acrescentando: “A Fé não tem nada a ver com a religião, nada, nada. Religião é uma instituição humana que traz imposições, obrigações, regras e vai colocando tudo isso em cima das pessoas, de forma a que elas fiquem engessadas. As religiões imobilizam as pessoas, impedem as pessoas de pensar, de raciocinar, elas ensinam que o seu sofrimento é uma penitência, é a sua cruz, é o seu karma, é o seu destino, é a sua sina e não tem nada a ver, Deus está livre para receber a todos, todos os que creem”, concluiu o Bispo.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *