Levar ajuda e ânimo a quem mais precisa

anjos230915

Saem para as ruas todas as terças-feiras à noite, em vários pontos do país, e oferecem ajuda aos que mais precisam. Este é o trabalho dos Anjos da Noite.

Semanalmente, um grupo de voluntários do Centro de Ajuda (CdA), desloca-se aos locais onde se encontram os mais desamparados, na sua maioria sem-abrigo. A missão deste grupo, é ajudar, ainda que seja só por uma noite, um segmento da população mais desamparado e marginalizado pela sociedade.

Viver na rua não é só não ter um tecto ou uma cama onde dormir, é juntar a isso também a solidão, a falta de amparo, a fome e o sofrimento e só conhece, verdadeiramente, esta realidade, quem já viveu na rua.

Um trabalho em crescimento

Tendo começado com um pequeno grupo de pessoas que se organizavam apenas em Lisboa, os Anjos da Noite têm vindo a aumentar o número de voluntários e, atualmente, é um projeto cada vez mais presente e mais importante na sociedade. Hoje está também ativo em várias cidades do país.

De facto, com o decorrer do tempo, o trabalho deste grupo do CdA tem sido cada vez melhor aceite, o que permite aos voluntários ajudarem cada vez mais pessoas.

O seu trabalho não se resume apenas a levar alimentos ou roupas aos sem-abrigo. Os voluntários levam também carinho, atenção e uma palavra de esperança àqueles que mais necessitam. Uma mensagem de conforto e ânimo, que é sempre bem recebida por um grupo da sociedade cada vez mais esquecido.

O apoio espiritual é essencial, e os Anjos da Noite fazem questão de, ao mesmo tempo, que levam carinho e afeto, fazerem também orações, com o objetivo de resgatar as almas perdidas, mostrando-lhes o caminho da Salvação.

Muitas das pessoas ajudadas, consideram já os voluntários verdadeiros amigos, contando-lhes, muitas vezes, as suas histórias de vida. “Gostamos de falar convosco. Sentimo-nos gente, pois somos tratados como tal”, afirmam.

Com a comida, roupa, calçado e cuidados de saúde, é também sempre levada uma mensagem de conforto e de ânimo, para que tenham força para se levantar e seguir em frente.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *