Linha de apoio sempre disponível

Amigo24h_janeiroEm Portugal suicidam-se duas mil pessoas por ano, mais de cinco por dia, em números redondos.

O Amigo 24h é uma linha de apoio que faz toda a diferença.

Devido a problemas nas diferentes áreas das suas vidas, todos os dias, centenas de pessoas têm vontade de desistir de lutar, de parar de procurar soluções e até de desistir de viver.

A taxa de suicídio em Portugal não para de aumentar e muitas pessoas ainda não têm a coragem de procurar ajuda, umas vezes por vergonha de expor os seus problemas, outras por desconhecerem que existe quem as pode ajudar. O suicídio é uma tragédia que pode ser prevenida e evitada, mas acaba por ser uma realidade negligenciada devido ao estigma que lhe está associado.

Dados de 2012 mostram que a taxa de suicídio foi de 8,2 por cada 100 mil habitantes em Portugal. De acordo com o documento da Organização Mundial da Saúde, a taxa de suicídio em todo o mundo foi de 11,4 por 100 mil habitantes.

Linha de apoio Amigo 24h

Há cerca de 20 anos, o Centro de Ajuda começou a disponibilizar uma linha de atendimento de apoio permanente a quem necessitasse de desabafar, partilhar um problema ou pedir auxílio.

24 horas por dia de apoio para pessoas que estão a passar por sentimentos de angústia ou desespero, incluindo aqueles que podem levar ao suicídio, é este o trabalho da linha de apoio Amigo 24h.

Com o aumento dos pedidos, o número de voluntários da linha intensificou-se, e hoje são já mais de 80 pessoas espalhadas por três centros de atendimento, que, todos os dias, 24 horas por dia, atendem os telefonemas de milhares de pessoas por mês.

Por dia, o Amigo 24h recebe uma média de 150 chamadas, o que em números redondos representa mais de quatro mil chamadas por mês, um número que continua a crescer todos os dias.

Conversar com amigos, familiares ou colegas pode não ser fácil. Cada situação é diferente, e não há respostas absolutas. Os voluntários da linha de apoio são pessoas que passaram por experiências de vida semelhantes e que conseguiram superá-las e, por isso, conseguem orientar quem procura ajuda.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *