Livre-se de todo e qualquer vício que o aprisiona

CuraDosVicios-no-Porto

Qualquer ação que nos cause uma dependência e que condicione o nosso dia a dia e a nossa maneira de ser pode ser considerada um vício.

Este é um dos maiores problemas que a sociedade enfrenta atualmente.

Desengane-se quem pensa que os vícios se restringem apenas ao álcool, às drogas e ao tabaco. Englobam também o vício da televisão, a dependência das redes sociais e da Internet, do telemóvel, o vício do jogo, da pornografia, entre outros.

Com o intuito de alertar e consciencializar as pessoas para os malefícios que os vícios trazem não só para o indivíduo como também para as suas famílias, o Centro de Ajuda (CdA) promove todas as semanas uma palestra especial dedicada à cura dos vícios.

De facto, atualmente o maior problema que a sociedade enfrenta está relacionado, direta ou indiretamente, com os vícios. Álcool, drogas, pornografia e jogos são, muitas vezes, a razão para a destruição de casamentos, famílias e interferem no relacionamento entre pais e filhos.

Por esse motivo, dezenas de pessoas estiveram presentes no Centro de Ajuda do Porto, no passado domingo, determinadas a libertarem-se dos vícios.

A raiz por detrás do vício

Um vício é toda a ação repetitiva que provoca um dano na vida da pessoa. As pessoas mudam de comportamento e ficam nervosas e ansiosas quando não podem alimentar o seu vício.

“Normalmente os familiares ou amigos não conhecem a mente de um viciado e não sabem como proceder, julgando que se recorrerem à chantagem, ao choque emocional, conseguem que o vício seja abandonado.

Na verdade nada disso adianta e só vai fazer com que o indivíduo se afunde cada vez mais no vício. Esse só vai desaparecer quando a pessoa aprender a obedecer e o que vai fazer com que abandone o vício é descobrir qual o causador, qual a raiz do mesmo”, referiu na palestra do tratamento para a Cura dos Vícios o orador Luís Matos.

Contudo, o palestrante vincou bem que para o tratamento funcionar, “a pessoa tem que colocar Deus em primeiro lugar, acima de si própria e esse é o primeiro passo para se libertar. O segundo passo implica que faça um voto de estar aqui todos os domingos às 15 horas e participar nesta reunião”, referiu.

Várias pessoas foram libertas durante a reunião do tratamento para a Cura dos Vícios e muitas partilharam o seu testemunho verídico, para mostrar a todos os presentes que é possível vencer todo e qualquer vício.

Mario-CuraDosViciosPorotViciado em cocaína

“Fui viciado em cocaína durante oito anos, fumava erva e tabaco e bebia muito. Destruía tudo em casa, roubava… tinha que consumir, a qualquer custo e gastava 500 euros numa noite. Perdi anos de vida e não vi os meus filhos crescer. A primeira vez que vim ao tratamento da Cura dos Vícios vim quase obrigado. A minha mãe orou pela minha libertação, perseverou e hoje estou aqui, completamente livre de qualquer vício!”
Mário

Sara-CuraDosViciosPortoA pornografia era um vício

“Era viciada na Internet, masturbação e em pornografia com mulheres. Sofri uma tentativa de abuso sexual e a partir daquele momento, aquilo era algo que me aprisionava. Queria pedir ajuda mas não conseguia. Já acompanhava a Cura dos Vícios do Brasil e orei para que o bispo Rogério Formigoni viesse cá. Veio, e a partir desse dia a minha vida começou a mudar. Os meus vícios desapareceram e hoje estou liberta de qualquer um!”
Sara

Sonia-CuraDosViciosPortoUma vida de vícios

“Desde a minha adolescência que era viciada em tabaco, drogas e álcool. Passava dias fora de casa, desisti da escola e era uma jovem muito rebelde e agressiva. A minha mãe lutou por mim no Centro de Ajuda, e eu recusava-me sempre a ir às reuniões. Até que um dia me cansei daquela situação e de me sentir assim, vazia, sozinha e infeliz e decidi vir à Cura dos Vícios. Não foi fácil, mas fui largando tudo. Hoje estou livre de todos os vícios!”
Sónia

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *