Nova vida para o CdA de Setúbal

inauguracao-setubalFoi no passado domingo, dia 10 de julho, que as portas do novo Centro de Ajuda de Setúbal se abriram para receber todos aqueles que desejavam buscar a única e verdadeira direção para as suas vidas

Na ocasião, o Pastor Pedro Alvarenga falou sobre o facto de quando Salomão fez o Templo, Deus fez a promessa de que os Seus Olhos estariam ali e de que todas as orações que ali se fizessem Ele as ouviria. “Todas as pessoas que entrarem por aquelas portas vão sair daqui diferentes. Vou consagrar este Altar para determinar que, a partir de hoje, Deus vai agir na vida daqueles que crerem e forem humildes para O escutar”, referiu o orador.

De seguida, foi feita uma oração para determinar que os presentes fossem livres da doença e de qualquer mal que os atormentasse. Seguiu-se a distribuição do pão e do sumo de uva, representando o primeiro a saúde física e as bênçãos materiais e o segundo as bênçãos espirituais, a paz interior, uma família abençoada…

Valorize-se!

“Deus fê-lo um ser único, especial, e, por isso, você tem que se valorizar. Fé você até tem, mas o que lhe falta é valorizar-se e acreditar que Deus vai agir na sua vida”, explicou o orador. “Deus está aqui e vai-lhe dar uma vida nova, mas você não pode continuar a olhar para trás”, continuou, fazendo, em seguida, uma oração por todos os que desejavam entregar a vida velha a Deus e receber uma nova existência.

“Jesus prometeu lançar no mar do esquecimento o nosso passado. Ao ser batizada nas águas, todo o passado é apagado e a pessoa nasce de novo, aceitando Jesus como seu único Senhor e Salvador. A partir daí, a pessoa vai passar a conduzir a sua vida de acordo com a Palavra de Deus”, sublinhou o Pastor.

Abraão

“Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia. Pela Fé habitou na Terra da Promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma Promessa”.

(Hebreus 11.8-9)

Abraão obedeceu a Deus porque creu na Palavra de que seria não apenas pai de um filho, mas de uma vasta descendência.”Todos os que hoje fazem as obras de Abraão são filhos de Deus”, referiu o orador.

“Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus”.

(Hb 11.10)

Abraão esperava a eternidade com Deus, porque ele acreditava que, pela Fé, Deus tinha por toda a eternidade uma vida para ele.

“Pela Fé também a mesma Sara recebeu o poder de conceber, e deu à luz já fora da idade; porquanto teve por fiel Aquele que o tinha prometido”.

(Hb 11.11)

Quando Deus chamou a Abraão, o seu corpo já não lhe permitia fazer filhos, tal como o ventre de Sara não lhe permitia gerar filhos, mas ele creu.

“Por isso também de um, e esse já amortecido, descenderam tantos, em multidão, como as estrelas do céu, e como a areia inumerável que está na praia do mar. Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Porque, os que isto dizem, claramente mostram que buscam uma pátria”.

(Hb 11.1-14)

Abraão creu, foi amigo de Deus, entregou-se no Altar e deu o próprio filho como Sacrifício… ele fez tudo isso porque visava a pátria. Morreu sem ver a Grandeza de Deus cumprir-se na sua vida, mas conseguiu, através dos olhos da Fé, contemplá-la. ”A sua visão tem que ser além daquilo que os seus olhos físicos veem, tem de ser pela Fé, para poder ver o cumprimento das promessas de Deus na sua vida”, esclareceu o orador.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *