Saiba até onde o ódio lhe pode levar…

Antipatia, desgosto, aversão, raiva, rancor profundo, inimizade ou repulsa contra algo ou alguém… tudo isto se resume na palavra de quatro letras “ódio”, que muitos alimentam contra outros, afetando, primeiro, a si mesmos…

Intolerância e raiva… são das reações mais frequentes na sociedade contemporânea, em muitos casos, camufladas pelo anonimato que as redes sociais conferem hoje em dia. Mas, será o ser humano assim por natureza ou serão sinais dos tempos em que vivemos, cuja proximidade aparente, na verdade, revela-se como um enorme distanciamento emocional e incapacidade de se colocar no lugar do outro? Atualmente, odeia-se porque sim, porque falar mal ou enviar mensagens negativas, cruéis ou de ódio é algo corriqueiro, banal, sem que se pense muito nas consequências.

ÓDIO NAS REDES.
Anna Sugar é uma modelo britânica que sofreu um ataque cardíaco após sofrer com comentários maldosos e ameaças de morte nas redes sociais. As mensagens começaram a ser postadas quando a jovem iniciou a sua carreira como modelo pin-up.

Segundo o jornal britânico Mirror, após o ataque cardíaco, Anna sofreu com mais críticas ainda, voltando a ser hospitalizada e diagnosticada com a síndrome de Takotsubo, uma condição cardíaca causada pelo stress, também conhecida como síndrome do coração partido.

“Só queria saber o que fiz para merecer tanto ódio, mas todos sofrem com isso, mesmo sem razão…”, reflete Anna, acrescentando que muitas pessoas chegaram a dizer que ela parecia mais sexy agora que estava para morrer.

JUSTIÇA PERFEITA. Davi é também um exemplo de alguém que foi vítima de ódio e perseguição, mas que correspondeu com um coração nobre e puro. E, de facto, é admirável ver alguém que não oferece espaço às dores, pelo contrário, considera que Deus é Quem julga perfeitamente, não importando quem seja a pessoa.

Quando a confiança daquele que crê é forte, ele pode dormir, descansar e esperar pela ação do Altíssimo.

“Eu penso que o caminho para a honra eterna está na grandeza de não ferirmos a ninguém e de não carregarmos ódio de quem um dia nos feriu.

Eu sei que isso não é fácil, mas possível para quem faz do Espírito Santo a sua riqueza, o seu escudo e fortaleza nas horas de angústias”, refere a escritora e apresentadora Cristiane Cardoso.

Quer fazer do Espírito Santo a sua fortaleza? Participe no Jejum de Daniel! Não sabe como? Procure a Universal mais próxima.

“Pague o mal com o bem!”

O bispo Edir Macedo explica que um gesto de bondade pode desarmar a pessoa que age com agressividade. “A pior coisa que você pode fazer ao seu inimigo é amá-lo,” diz o bispo…

Ele ainda destaca o caso do profeta Eliseu, que diante de um exército que foi enviado para matá-lo, o tratou com amor e bondade. “Numa ocasião, um rei resolveu invadir Israel, e o seu objetivo era destruir o profeta Eliseu, pois ele profetizava em favor de Israel. Então, um exército foi enviado para aniquilar um homem, mas, quando chegaram, de imediato ficaram cegos. Em seguida, o profeta levou o exército para um lugar tranquilo, de paz, e deu-lhes de comer.

E quando os soldados voltaram a ver, perceberam que quem os tinha ajudado era o profeta. Então, pensaram: ‘Viemos para matá-lo e ele trata-nos com decência, amor e carinho…’, depois disso, nunca mais aquele rei quis fazer mal a Israel” (Leia 2 Reis, capítulo 6).

Fonte: Folha de Portugal

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *