Semana Santa em destaque no CdA

SemanaSanta_CdA

Começou pelo Domingo de Ramos, que acontece uma semana antes da Páscoa, mas teve os seus encontros marcantes na Sexta-feira Santa, Sábado de Aleluia e Domingo da Ressurreição

Sim, existem de facto acontecimentos na vida humana que são capazes de transformar tudo o que nos rodeia! A Morte e Ressurreição de Jesus Cristo está no topo de todos estes eventos, pois teve tamanho impacto, que dividiu a História da Humanidade entre um Antes e um Depois!

Sexta-feira Santa

Foi no dia 25 de março, às 10h e às 15h, que aconteceram os encontros com maior relevo no Centro de Ajuda. Com destaque especial, a reunião das 15h no Templo Maior, foi realizada pelo Pr. Pedro Alvarenga.

Foi às 15h que o Senhor Jesus rendeu o Seu Espírito, consumando o Plano desenhado para Salvar a Humanidade da perdição eterna, por isso, a Sexta-feira Santa, mais de dois mil anos depois, continua a ser a lembrança de que não temos que nos conformar com os problemas, que a situação a que nos habituámos não é a “nossa cruz” – por isso, não temos de a carregar!

Desta feita, todos os que que se reuniram em cada Centro de Ajuda e lotaram o auditório principal do Templo Maior, tiveram a oportunidade de marcar o início da sua nova vida, neste mesmo dia. Para além disso, todos tiveram a oportunidade de receber um frasco com o Óleo Consagrado, tendo orado juntos, ao pé da Cruz da Vitória!

Sábado de Aleluia

Foi às 16h que teve início o encontro denominado de Sábado de Aleluia. Sim, porque o que para muitos era o fim de tudo, tratou-se, na verdade, do verdadeiro início de uma Jornada que viria revolucionar o rumo da Humanidade e ditar a escolha entre a vida e a morte.

Nos três dias que separavam a Sua Morte da Sua Ressurreição, o Senhor Jesus teria de recuperar a Autoridade que estava depositada nas mãos do mal há milhares de anos e foi exatamente isso que milhares fizeram na tarde de sábado, dia 26 de março: lutaram, fervorosamente, pela recuperação da autoridade sobre a sua própria vida!

Domingo de Páscoa

O encontro principal estava marcado para as 7h30, o horário que mais sacrifício de comparência exige e cuja reunião foi realizada pelo Bispo Júlio Freitas, no Templo Maior. Ressuscitado no Domingo de Páscoa, que este ano calhou a 27 de março, o Domingo da Ressurreição foi, na verdade, o dia do perdão, da reconciliação e da salvação para todos os que o abraçaram.

E todos os que O procuraram na manhã da Sua Ressurreição, obtiveram, pela sua Fé, o direito de superação dos problemas, das perseguições e tribulações, alcançando os seus objetivos e realizando os seus sonhos! Pois, todos sabiam que o motivo pelo qual o Senhor Jesus Ressuscitou, foi para fazer a Justiça Divina prevalecer na vida de todo aquele que n’Ele crer!

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *