Uma em cada cinco pessoas é pobre

IMG_3609Mais de 2,2 milhões de pessoas vivem, atualmente, em privação material em Portugal

O índice de pobreza no nosso país não sofreu alterações em 2014: 19,5% da população continuava a viver em condições consideradas pobres, o que significa que uma em cada cinco pessoas é pobre.

A taxa divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) refere-se à população cujo rendimento está abaixo da linha de pobreza (definida como 60% do rendimento mediano), correspondendo assim à proporção de pessoas com rendimentos líquidos inferiores a 5.059 euros anuais em 2014 (cerca de 422 euros por mês).

Um dos indicadores destacados pelo INE tem a ver com o aumento do risco de pobreza entre a população idosa. Em 2014, 17,1% dos idosos estavam nesta situação.
Entre a população desempregada, 42% estava em risco de pobreza no ano passado. Aqui, apesar da redução dos números oficiais do desemprego, houve um aumento da pobreza. A taxa tem vindo sucessivamente a aumentar, passando de 38,3% em 2011 para 40,3% no ano seguinte e, depois, para 40,5% em 2013.

“Anjos da Noite” em ação

Diante deste cenário, o Centro de Ajuda, da Igreja Universal, promove um trabalho de amparo e solidariedade aos sem-abrigo, por meio dos voluntários do grupo “Anjos da Noite”. A distribuição de roupas, calçados, cobertores e alimentos já faz parte da rotina dos grupos de voluntários espalhados pelo país. O grupo “Anjos da Noite” existe há mais de um ano e é formado por obreiros e evangelistas que se preocupam em não deixar este trabalho parar.

Nesta última terça-feira (dia 15), o trabalho dos “Anjos da Noite” foi realizado nas Terras da Costa, na Costa da Caparica, por cerca de 15 voluntários do Centro de Ajuda de Almada.

Os moradores receberam o auxílio dos “Anjos” que distribuíram refeições (frutas, bolos, pães e sopa) e roupas para o frio. Para os voluntários deste trabalho é sempre um privilégio poder ajudar os que mais precisam.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Eliana zaneti Responder 23 Dezembro, 2015 às 0:31

Boa noite! Desde que começamos o trabalho dos Anjos da Noite em Almada, tenho procurado estar presente a cada semana.
Eu nunca pensei que existisse tantas pessoas passando por dificuldades. Não fazia ideia de como vivem estas pessoas. E a cada noite que vamos ao encontro destas pessoas, volto realizada feliz, por ter ajudado não só com os alimentos que oferecemos! Mais também com um sorriso, um pouco de atenção. A cessação de que recebi muito mais do que fui dar! O sorriso de cada criança que vivem neste lugar, faz com que vale apena servir! Obrigado meus Deus por esta oportunidade de te servir!