Valorização, força e ânimo… Nunca é tarde para viver!

belaju2A Bela Juventude realiza, mensal mente, um encontro com os idosos de todo o país, um projeto desenvol- vido e levado a cabo atravésdo Centro de Ajuda.

Os vários Centros de Ajuda espalhados pelo país dedicam-se cada vez mais ao apoio social, uma área na qual os idosos estão bastante desfavorecidos. Seja por se sentirem inúteis, por não terem possibilidades financeiras ou por se sentirem abandonados pelos familiares, grande parte dos idosos do nosso país enfrenta depressões, solidão e sente-se desanimado.
Por várias razões, muitas vezes os idosos deixam de saber o que é um convívio, uma tarde diferente na companhia de pessoas agradáveis, com quem podem conversar e rir.
belaju3É aqui que entra o projeto Bela Juventude, um projeto de âmbito social do Centro de Ajuda, que tem feito um trabalho maravilhoso junto dos idosos um pouco por todo o país.
Não é fácil, mas é importante entender que é preciso prosseguir, ir em frente, porque a felicidade está ao alcance de todos, mas para a alcançar, é necessário deixar de olhar para trás, e não permitir que as memórias más destruam a saúde física, emocional e mental.

Belajuventude1Visita a lar de idosos
Recentemente, cerca de 15 voluntários do projeto Bela Juventude dos Centros de Ajuda da região da Caldas da Rainha estiveram presentes no lar de idosos Centro de Dia da Foz do Arelho.
Na oportunidade, todos os 56 idosos que ali habitam foram presenteados com uma rosa e um livro e, além dos presentes físicos, os voluntários levaram também uma mensagem que transmitiu ânimo e força para os presentes.

Sheila, uma das responsáveis pelo lar de idosos, ficou visivelmente agradecida pela visita “pois este tipo de ação ajuda muito os idosos que se sentem sempre valorizados”, disse.
No final da visita, era notória a alegria estampada nos rostos dos idosos e, a pedido da direção do Centro de Dia, o grupo Bela Juventude voltará para dar mais assistência a todos os que ali vivem.
A Sede Regional das Caldas da Rainha tem as portas abertas todos os dias, na Rua da Alegria no 3, para receber não apenas os idosos e os seus familiares, mas toda a gente.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *