Noticia

Policial falou sobre Deus com mulher que tentava se matar

wesley-eufrasioCircula nas redes sociais um vídeo do salvamento de uma mulher que tentava se matar. O fato ocorreu na manhã da segunda-feira de Carnaval, no Buraco do Tatu, na Plataforma Inferior da Rodoviária de Brasília.

Felizmente, foi impedida pela equipe da Polícia Militar que esteva no local.

A operação de socorro, conduzida pelo tenente Wesley Eufrásio foi um sucesso por que ele conseguiu acalmar a mulher, que não teve seu nome revelado. Após a situação estar sob controle, o sargento Cláudio Celestino conseguiu agir rapidamente, segurando a mulher e impedindo a tentativa de suicídio.

O tenente tem recebido diversos cumprimentos pela atuação, mas garante que apenas fez o seu dever. “Entrei nessa profissão para salvar vidas e fazer justiça, protegendo a sociedade. Quando percebi que a situação havia sido controlada, fiquei muito feliz e aliviado por termos salvo uma vida”, explica.

Ele revelou ainda que a mulher era uma moradora de rua e parecia estar sob influência de drogas quando ameaçava se matar. “Ela era conhecida dos policiais do posto da Rodoviária. Durante a tentativa de suicídio, ela falava muita coisa sem sentido, dizia que não era amada pela família e que seria um alívio a todos se ela morresse”, relata.

Questionado sobre o que conversou com a mulher para acalmá-la, o tenente Wesley disse: “Temos que tentar passar tranquilidade para a pessoa. Sou católico praticante, então, comecei a falar de Deus para ela, dizer que Ele poderia mudar a situação dela e transformar sua vida. Aí, ela foi se acalmando e virou um pouco para olhar para mim. Nessa hora, ficou de costas para o sargento Celestino, permitindo que ele entrasse em cena e a segurasse”.

Depois do resgate, a moradora de rua foi encaminhada para o Hospital de Base para ser medicada, onde foi identificado que é usuária de crack. Com informações Correio Braziliense

Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *