Noticia

Projeto ler e escrever

Um milhão de analfabetos em Portugal

Perto de 75 milhões de crianças em todo o Mundo continuam a não ter acesso ao ensino e, em Portugal, 9 em cada 100 portugueses continuam sem saber ler nem escrever, sendo na maioria idosos e a residir no Interior do País

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), em Fevereiro do ano passado, o analfabetismo em Portugal fixava-se acima dos 9%. Para o Presidente da Associação “O Direito de Aprender”, os níveis de alfabetização no nosso País continuam ainda “muito longe do ideal”. “Nos países nórdicos é um escândalo quando se encontra uma pessoa analfabeta. Já em Portugal menospreza-se essa realidade. Estamos a falar de quase um milhão de pessoas”, afirmou Rui Seguro. O presidente desta associação relembra ainda que “um dado que surpreende muitas pessoas, algumas com responsabilidades na educação, é que ainda haja, nos dias de hoje, uma taxa tão elevada de analfabetismo em Portugal. Segundo o Censos 2001, 9 em cada 100 portugueses, com 10 anos ou mais, não sabe ler nem escrever”. Por isso, a “Campanha Global pela Educação em Portugal” salienta “o impacto da educação e da alfabetização no aumento dos rendimentos das famílias, na melhoria das condições de higiene e de saúde”.

União Europeia

Na UE ainda existem algumas metas a serem atingidas, tais como a alfabetização, a redução do abandono escolar e a melhoria nas áreas da matemática, das ciências e da tecnologia. Um dos objectivos da UE é diminuir para 20% o fraco índice de leitura nos jovens com 15 anos, encontrando-se a média europeia actualmente fixada nos 24,1% e, em Portugal, a fraca literacia atinge os 24,9%.

“Projecto Ler e Escrever”

O lema do “Coração de Ouro”, a vertente social do Centro de Ajuda Espiritual em Portugal, a respeito do analfabetismo é ‘nunca é tarde para aprender’. Por isso, todas as quartas-feiras, a partir das 16 horas, muitas são as pessoas que se reúnem no Centro de Ajuda Espiritual na Alameda, para concretizarem o seu sonho de aprender a ler e a escrever.

A VERDADEIRA RECOMPENSA

“Este projecto nasceu da iniciativa de algumas pessoas voluntárias, daqui do Centro de Ajuda Espiritual no antigo cinema Império, as quais me convidaram para participar neste projecto. Há três anos que estamos aqui e posso dizer que me sinto realmente realizada. Depois de 11 anos de experiência de ensino no meu país, vim para Portugal e o meu maior salário, hoje em dia, é a alegria que estas pessoas me dão”.

Leila Souza

Professora

SEMPRE A TEMPO DE APRENDER

“Já estou aqui a aprender mais ou menos há três anos. Sempre tive muita pena de não saber ler e escrever, mas, quando tive a oportunidade, aproveitei-a e estou aqui”. Maria – 75 anos

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *