Noticia

Saiba como foi a Celebração dos Casamentos 2017

Adenilson e Deusiane 2.690x460“Nós viemos da Bahia. O nosso maior sonho era poder um dia nos casarmos no Templo de Salomão, e hoje está se tornando realidade.”

Foi com essas palavras que Deusiane Costa, de 28 anos, bacharel em direito, descreveu a alegria de estar participando com o noivo, Adenilson Costa (os dois na foto abaixo), de 26 anos, estudante, da 6ª edição da “Celebração dos Casamentos”, que aconteceu nesta quinta-feira (30) à noite, no Templo de Salomão, em São Paulo, e simultaneamente em todos os estados do País.

“Nos conhecemos na Igreja e estamos juntos há 1 ano e 3 meses. Para estar aqui hoje nos preparamos muito, nos casamos no civil e fizemos o “Curso Casamento Blindado”, que nos ajudou a enxergar as responsabilidades de um matrimônio. Organizamos as passagens, o hotel e estamos aqui ansiosos para a cerimônia, para apresentar a nossa união a Deus”, afirmou Adenilson.

Eles estão entre os 5.251 casais que participaram do evento, em todo o Brasil. Esse foi o número recorde de todas as celebrações já realizadas na Universal. Em 2016, por exemplo, foram 3.961 casais.

Quem esteve no Templo foi recepcionado com um coquetel surpresa. “Eu não acreditava que me casaria aqui um dia, só em pensar isso já era muito. E estar nesse coquetel que antecede está sendo maravilhoso. Me emocionei quando cheguei, está tudo muito lindo”, declarou Renata Albuquerque, de 24 anos, personal trainer.

_KOK7169.690x460E o noivo de Renata, Felipe Augusto dos Santos (os dois na foto ao lado), de 28 anos, lutador profissional, completou: “Estamos juntos há 4 meses. Nos conhecemos no projeto do FJU (Força Jovem Universal) e começamos a fazer a Terapia do Amor. Temos os mesmos objetivos, e estar selando a nossa união aqui é um privilégio.”

Em entrevista ao Universal.org, o palestrante Renato Cardoso explicou a importância dessa consagração na vida dos casais. “O dia em que a Cristiane disse que queria se separar de mim, de onde eu tirei forças para dizer: ‘Não, nós vamos lutar e vencer”? Foi do dia em que nós trocamos os votos de casamento. Então, é o que vai acontecer hoje, pois o que procuramos valorizar não é a aparência, mas sim cada um trazer dentro de si a seriedade da troca de votos, que é o que trará forças para lidar com os problemas quando eles chegarem.”


Temor a Deus e bom humor

_KOK7585(1).690x460O relógio marcava 8 da noite e os casais entraram pela Esplanada do Templo ao som de “No Poço Te Encontrei”.

Após a abertura, a oração inicial foi direcionada a todos os participantes e convidados. “O primeiro milagre de Jesus foi numa festa de casamento. Assim também hoje Ele é o convidado especial e, se algo está faltando em sua vida, esse é o momento para a transformação”, orientou Renato.

Antes de consagrar os casais, os palestrantes explicaram o papel do homem e da mulher na relação. “O maior presente que um marido pode dar à sua esposa é ser temente a Deus. Esse temor é a principal condição para formar uma família”, orientou Renato. A apresentadora e palestrante Cristiane Cardoso completou: “Quando a mulher sabe que o marido teme a Deus, ela é segura, pois sabe que ele não vai fazer nada de errado contra ela, uma vez que o amor a Deus vem em primeiro lugar.”

Já as mulheres devem empenhar-se para ter bom humor. “A mulher por natureza é estressada, mas, se ela estiver bem-humorada, o parceiro terá prazer de estar ao lado dela”, disse o palestrante. Cristiane ressaltou que a mulher tem o poder de ditar o clima do lar. “É um privilégio saber que podemos controlar o ambiente da casa, por isso, temos que aprender a lidar com o estresse do dia a dia. Se a mulher entender que orquestra o ritmo da família, ela vai se esforçar.”

Votos no Altar

_KOK7462(1).690x460Após a palestra, todos os casais presentes foram convidados a trocar as alianças e firmar o compromisso perante Deus e os convidados. “Muito mais que alianças, vocês vão empenhar a palavra um ao outro de obedecer e lutar pelo casamento nos dias bons e nos dias maus. Que este homem dê o presente agora à sua esposa de ter temor a Deus, e que esta mulher seja auxiliadora, que traga alegria como a videira frutífera (Salmo 128)”, orou Renato Cardoso.

E assim, a “Celebração dos Casamentos” chegou ao fim. Os casais presentes foram declarados marido e mulher e agora iniciarão uma família que será referência do amor inteligente por onde passar.

Fonte: Universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *