Salvação sem o Salvador?

papa franciscoO assunto foi polêmico. O papa Francisco, em uma missa, disse que todos foram redimidos pelo sangue de Cristo e estão salvos. “Mesmo os ateus. Todo mundo.”

Naturalmente, houve crescentes levas de pessoas que não concordaram. O curioso foi quando um católico influente em seu meio, o padre Thomas Rosica, líder da emissora de tevê Salt + Light, no Canadá, emitiu uma nota discordando de seu sumo-pontífice. “Os ateus continuam indo para o inferno se não aceitarem Jesus Cristo como Senhor e Salvador”, considerou Rosica.

Só que depois, na mesma nota, o padre canadense considerou a Igreja Católica como sendo a única Igreja, afirmando que discordar do que ela prega é discordar de Deus. Para ele, as pessoas que conhecem a Igreja Católica e se recusam a entrar ou permanecer nela não poderão ser salvas.

Francisco também considerou que alguém pode ser ateu, mas se fizer o bem, praticar boas ações, tem seu lugar garantido no Céu.

Porém, a Bíblia mostra o seguinte:

“Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.” – 1 Timóteo 1.15

Veio para “salvar os pecadores”. Quem não crê em Deus, peca. A mesma Bíblia acrescenta:

“Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo” – Romanos 10.9

O primeiro versículo acima não diz exatamente que todos serão salvos. Diz que a Salvação está ao alcance de todos. Só que, para isso, o indivíduo precisa aceitá-la. Algo estar disponível para você é uma coisa. Você pegar essa coisa é outra bem diferente. Ela pode ficar indefinidamente disponível, e ninguém tocá-la. Daí, não faz efeito.

Cristo realmente ofereceu a Salvação a todos, mas para ela realmente acontecer, é preciso aceitá-la. E há uma condição: reconhecê-Lo como Senhor e Salvador, no controle de nossas vidas.

“(…) Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por Mim.” – João 14.6

166671858.300x200Francisco erra ao dizer que todos estão salvos, sem condições. Rosica até acerta ao dizer que a condição é aceitar o Senhor Jesus, mas também erra ao considerar a Igreja Romana como caminho exclusivo para a Salvação. A Bíblia contradiz ambos, de uma forma clara. O papa também falou, em sua homilia, que se um ateu realizasse boas obras, fizesse o bem, esse seria um caminho para a Salvação. “É um belo caminho para a paz”, disse. De fato, fazer o bem contribui para a paz e é bem visto. Só que isso também é muito diferente de alcançar a Salvação. Não inclui, como diz a Bíblia, a crença em Jesus como Único Salvador, por melhor que a obra beneficente seja.

As boas obras, segundo a Bíblia, a Palavra de Deus deixada para nós, devem ser acompanhadas da fé. Pela Bíblia, fé e boas obras são complementares, em via de mão dupla:

“Vês como a fé operava juntamente com as suas obras; com efeito, foi pelas obras que a fé se consumou” – Tiago 2.22

Ateus, por melhores pessoas que sejam, íntegros, respeitadores, não têm fé. E crer no Senhor Jesus como Salvador faz parte da fé. Receber o Espírito Santo que Ele deixou para nós, do qual devemos nos revestir, é imprescindível. Ateus não têm isso. E não têm, simplesmente, porque não querem, pois está ao alcance deles.

Claro, os ateus devem ser acolhidos com carinho. Novamente a Bíblia:

“Então, falou Pedro, dizendo: Reconheço, por verdade, que Deus não faz acepção de pessoas…” – Atos 10.34

Deus realmente ama a todos, segundo Sua Palavra, a Bíblia. Num primeiro momento, a Salvação está ao alcance de qualquer um. Mas não é só isso. Há um complemento, que o próprio Pedro mostra, seguindo a frase:

“…pelo contrário, em qualquer nação, aquele que O teme e faz o que é justo Lhe é aceitável.” – Atos 10.35

Fica bem claro: “aquele que O teme”. Para temer (no sentido de respeitar), é preciso crer. E “faz o que é justo”, ou seja, obedece na prática.

Em suma, a Salvação está ao alcance de quem a quiser. Mas, para isso, é preciso tomar posse dela não com as mãos físicas, mas por meio da aceitação de Jesus como Senhor e Salvador. Não é você que se salva sendo bom, como propõe o papa. É o Senhor Jesus Cristo.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sem comentários

João Marques (Portugal) Responder 29 Dezembro, 2013 às 9:17

É muito verdade, entre outros exemplos e outros caminhos que inventam para a pessoa ser de Deus ou consagrada a Deus.
Jesus disse:
“Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” Apocalipse 3 : 20

“Mas, se advertires o ímpio do seu caminho, para que dele se converta, e ele não se converter do seu caminho, ele morrerá na sua iniqüidade; mas tu livraste a tua alma.” Ezequiel 33 : 9

É este o motivo porque aquilo que Jó tentou fazer e que muitas pessoas tentam fazer não resultou:

“Sucedia, pois, que, decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó, e os santificava, e se levantava de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; porque dizia Jó: Talvez pecaram meus filhos, e amaldiçoaram a Deus no seu coração. Assim fazia Jó continuamente.” Jó 1 : 5

Francisco Carlos Freire Responder 30 Dezembro, 2013 às 2:32

Precisamos examinar as escrituras para não cairmos no “conto do vigário”. sem perdão como seremos salvos ? . sem fé como acreditar em salvação? Leia a Bíblia. O Nome do Senhor Jesus seja Glorificado.

Marcelo - cantanhede Responder 31 Dezembro, 2013 às 9:03

Que engano quer dizer que a Pessoa pode fazer tudo que é injusto e ser Salvo , só si Deus fosse injusto mas ele não é , então mostra que nem eles creem na Bíblia .