Noticia

Terroristas matam mais de 40 cristãos em ataque no Egito

egito 2.690x460A semana em que muitos cristãos celebram a Páscoa começou de maneira trágica. Neste domingo, dia 9, duas igrejas cristãs no Egito foram alvo de ataques terroristas. Números oficiais indicam 44 mortos e 126 feridos (até o fechamento deste texto).

Os ataques ocorreram em Alexandria e Tanta.

Alexandria

A primeira cidade é conhecida por ter sido capital egípcia por mais de mil anos e ser a segunda mais populosa do país. Ela está localizada a 218 quilômetros (km) da capital, Cairo. Lá, pelo menos 48 pessoas ficaram feridas e 17 perderam a vida.

Tanta

De acordo com a emissora de televisão local, os terroristas de Tanta plantaram a bomba embaixo de um banco, próximo a uma igreja. Com a explosão, 27 pessoas morreram e 78 ficaram feridas.

Tanta está localizada a 120 km do Cairo e atualmente é a 5ª maior cidade egípcia.

Reivindicação dos atentados

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria dos atentados por meio de sua agência de notícias, a Amaq. Esse é um dos piores ataques contra as minorias das últimas décadas e fez com que o presidente do Egito, Abdel Fattah Al-Sisi, decretasse estado de emergência por 3 meses.

De acordo com a Constituição egípcia, para que o estado de emergência permaneça em vigor, o Parlamento deve pronunciar-se a favor da decisão em até 7 dias. Se aprovado, o Exército — que já está nas ruas do país desde 9 de abril — terá direito de tomar decisões, como vistoriar casas sem mandato judicial e realizar prisões preventivas.

De acordo com Al-Sisi, essa situação emergencial será de grande auxílio para encontrar e punir os culpados pelos atentados, em uma campanha que, nas palavras do presidente, será “longa e dolorosa”.

Fim dos Tempos

O ataque deste domingo aconteceu 4 meses após outro ataque a cristãos egípcios, no dia 10 de dezembro de 2016, na capital, Cairo. Na ocasião, pelo menos 25 pessoas morreram pelas mãos do Estado Islâmico, que prometeu “continuar a sua guerra contra os apóstatas”.

Essa guerra já fez milhares de vítimas, e, mais do que novos ataques, é mais um sinal do Final dos Tempos. A Bíblia afirma que “quando ouvirdes de guerras e sedições, não vos assusteis. Porque é necessário que isto aconteça primeiro, mas o fim não será logo. Então lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino.” Lucas 21.9,10

Está mais do que na hora de nos preocuparmos com a Salvação de nossas almas.

Quer entender melhor sobre isso? Participe das reuniões da Universal. Encontre aqui um CdA perto de si

Fonte: Universal.Org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *